Governo do Amazonas se manifesta sobre reclamações de doses da CoronaVac no interior

Municípios como Presidente Figueiredo e Parintins reclamam que não receberam as doses certas de CoronaVac para vacinação. Confira
Por João Paulo Castro
Publicado em 19/01/21 às 20h25
coronavac interior
coronavac interior

Manaus – Durante esta terça-feira (19), alguns municípios do interior do Amazonas reclamaram que não receberam a quantidade de doses da CoronaVac, aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para combater o novo coronavírus (Covid-19).

O Amazonas recebeu 306 mil doses da CoronaVac, Manaus ficou com 40 mil. A cidade de Presidente Figueiredo alega que 265 doses e o estimado era de 998.

Enquanto isso, Parintins reclama que recebeu 1.069 doses, enquanto o planejado era de 4.974 doses da vacina. A Prefeitura de Parintins informou que 514 foram entregues ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), para a vacinação de índios aldeados.

De acordo com o plano de vacinação, o quantitativo recebido poderá imunizar apenas 34% dos seus profissionais de Saúde atuante nos hospitais e nas unidades básicas.

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) deve entrar com uma ação pedindo a divisão igualitária da CoronaVac no interior.

Manifestação

O Governo do Amazonas se manifestou nesta noite a respeito do assunto. Em nota, o órgão informou que “é responsável somente pelo recebimento das vacinas do Ministério da Saúde (MS) e distribuição às Prefeituras Municipais”.

Além disso, foi explicado que “a aplicação é de responsabilidade das Secretarias Municipais de Saúde e obedece os critérios de prioridade definidos pelo Ministério da Saúde”.

O governo concluiu dizendo que “não é responsável pela vacinação de qualquer pessoa”.

Foto: Arleison Cruz

Leia também: Juiz determina que cilindros de oxigênio sejam devolvidos a Coari reabastecidos

coronavac interior

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap