quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Homem é condenado a mais de 15 anos de prisão por matar mulher no AM

A sessão de julgamento popular foi realizada nesta quarta-feira (13), no Plenário da Câmara Municipal do Careiro Castanho
Foto: Acervo/TJ-AM

Careiro Castanho (AM) – Paulo André de Aguiar foi julgado e condenado a 15 anos e seis meses de prisão pelo crime de homicídio qualificado (feminicídio) que teve como vítima a companheira dele, Adriele Bruno da Silva. O crime aconteceu no dia 16 de janeiro de 2021, por volta das 6h, no Mutirão do Purupuru, zona rural do município de do Careiro Castanho, distante 88 quilômetros de Manaus.

A sessão de julgamento popular foi realizada nesta quarta-feira (13), no Plenário da Câmara Municipal do Careiro Castanho e presidida pelo juiz de direito titular da Vara Única da comarca do Careiro Castanho , Rivaldo Matos Norões Filho. O promotor de justiça Leonardo Tupinambá atuou pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE/AM).

Após ouvir as testemunhas, Ministério Público e a defesa iniciaram os debates, com o promotor Leonardo Tupinambá pedindo a condenação pelo crime de homicídio qualificado. Já a defesa pediu a desclassificação para crime de homicídio culposo (sem intenção de matar). Apurados os votos, os jurados votaram pela condenação, acatando a tese do Ministério Público. A advogada cedida pela Casa da Cidadania do Careiro Castanho, Yzelia Lira de Paula, atuou na defesa de Paulo André.

O réu está preso desde a época do crime e, como a pena foi superior a 15 anos de prisão, o magistrado determinou o cumprimento provisório da pena, isto é, ele não terá direito de recorrer da sentença em liberdade.

De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público, no dia anterior ao crime Paulo André de Aguiar foi à casa de um sobrinho e tomou emprestada uma espingarda calibre 20, a mesma utilizada para matar Adriele. Após o crime, ainda conforme a denúncia, Paulo André fugiu e deixou a arma no local do homicídio. Segundo uma testemunha, parente da vítima, o casal tinha constantes brigas, pois o marido era muito ciumento.

Leia também: Homens são presos com sete toneladas de minério em Manaus

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também