terça-feira, 16 de agosto de 2022

Homem que trabalhou 21 anos sem receber salário é resgatado

Dois homens, ambos com mais de 60 anos, foram resgatados realizando trabalho em condições análogas à escravidão em uma fazenda de Nova Esperança, perto de Maringá, no interior do Paraná, em uma operação que começou no dia 11/4 e durou a semana toda.

Um dos resgatados trabalhou no local por 21 anos sem receber salário, em troca apenas de alimentação e moradia (e em condições precárias). O outro resgatado tinha oito anos de serviço na mesma situação.

As vítimas foram resgatadas por auditores-fiscais do Trabalho da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), vinculada ao Ministério do Trabalho e Previdência. De acordo com o órgão, os dois trabalhadores cumpriam jornadas abusivas, sem nenhum dia de folga por semana, e tinham eventuais saídas controladas pelos “empregadores”, que os ameaçavam de “demissão”.

Um auditor que participou da operação contou à imprensa que os dois atuavam em todos os serviços da fazenda, que incluíam criação de gado, porcos e hortaliças, e trabalhavam das 7h30 da manhã às 22h todos os dias. A fazenda tinha contratos com a prefeitura de Nova Esperança para o fornecimento dessas hortaliças para uma escola e um presídio na cidade.

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também