Jornalista insiste em intimidar David Almeida sobre Guarda Municipal armada e resposta do prefeito é ovacionada

David Almeida explicou ainda, que há a necessidade de ter mais segurança pública na capital, visto que, no dia em que ocorreu o ataque à ‘Bola das Letras’
Foto: Ruan Souza/Semcom

Durante apresentação do programa ‘Mais Manaus’, nesta quinta-feira (17), no auditório da Prefeitura de Manaus, na Compensa, zona Oeste, uma repórter perguntou ao prefeito de Manaus, David Almeida, o porquê de armar os agentes da Guarda Municipal e ele respondeu que apenas em duas capitais o efetivo da Guarda Municipal não usa armas de fogo e Manaus é uma delas.

David Almeida explicou ainda, que há a necessidade de ter mais segurança pública na capital, visto que, no dia em que ocorreu o ataque à ‘Bola das Letras’, situada na avenida Theomário Pinto da Costa, Dom Pedro, zona Centro-Oeste, havia três agentes desarmados, que ficaram olhando os criminosos sem poder reagir.

“Quando chegaram os três bandidos e atearam fogo, eles, os Guardas Municipais,  ficaram assistindo. Se tivessem armados eles teriam derrubado aqueles bandidos vagabundos para dár o exemplo para todos. Para bandido, para vagabundo, não se pode dá moleza”, frisou o prefeito.

A praça Humberto Calderaro Filho, pularmente conhecida como ‘Bola das Letras’, sofreu atentados na onda de vandalismo que ocorreu na noite do domingo (6), em manifestação pela morte de um traficante, de acordo com SSP-AM.

Vale lembrar que, as prefeituras também têm a autorização para o porte de arma, que está condicionada a critérios, como exame psicotécnico e curso para o porte de arma, com atividades teóricas e práticas. A renovação do porte de arma depende também de reavaliações periódicas.

O porte de arma para a Guarda Municipal em capitais e municípios populosos foi autorizado pelo Estatuto do Desarmamento, que entrou em vigor em 2003.

O porte de arma de fogo pela Guarda Municipal foi liberado pelo Estatuto do Desarmamento em municípios das capitais dos estados, em municípios com mais de 500 mil habitantes e naqueles que têm entre 50 mil e 500 mil habitantes, quando em serviço.

Programa de aceleração econômica e social ‘Mais Manaus’

Nos próximos dois anos, Manaus se transformará em um imenso canteiro de obras, com investimentos superiores a R$ 1,2 bilhão, no programa de crescimento econômico e social “Mais Manaus”. O anúncio foi feito pelo prefeito David Almeida, ao lado do vice-prefeito e titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Marcos Rotta, nesta quinta-feira (17)no auditório da Prefeitura de Manaus, na Compensa, zona Oeste. O pacote de ações tem como objetivo modernizar a capital amazonense, além de gerar quase 60 mil vagas de empregos, direta e indiretamente.

David Almeida explicou que os investimentos acontecerão, de forma simultânea, em diversas áreas da gestão municipal, assim, entregando uma Manaus mais bonita, organizada e estruturada para a população.

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap