terça-feira, 16 de agosto de 2022

Josué desiste de candidatura à Prefeitura de Manaus para garantir cadeira no TCE

Nos bastidores, circula a informação de que a decisão de Josué Neto (PSD) em desistir da candidatura para prefeito de Manaus não tem relação com uma ordem do presidente do partido que ele integra, o senador Omar Aziz. A desistência da prefeitura seria o único jeito de ele garantir a cadeira vitalícia no Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM).

Ao que tudo indica, o pai de Josué Neto, o conselheiro Josué Filho, chamou o deputado para uma reunião a portas fechadas e sentenciou: “Você escolhe, ou concorre à prefeitura de Manaus ou assume minha cadeira no TCE”. A conversa durou pouco tempo, mas foi o bastante para Josué Neto tomar uma decisão.

Indicado

Com indicação da Aleam, Josué Filho foi nomeado conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas em 22 de fevereiro de 2008. Ele se aposenta da cadeira da Corte de Contas em abril de 2021.

Cargos  

Josué Filho é graduado em Ciências Administrativas pela Fundação Universidade do Amazonas (FUA) e foi vereador e presidente da Câmara Municipal de Manaus, prefeito de Manaus e presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

‘Não sei’

Questionado sobre a ida do filho para o TCE, o conselheiro sempre com respostas curtas disse: “Não Sei! Ele é muito novo!”.

Leilão

Depois de mais um leilão do pré-sal, o senador Eduardo Braga, durante seu discurso na Câmara, comentou que falta ao governo federal um plano estratégico que garanta que os recursos do petróleo gerem, além de emprego e renda, mais investimentos para saúde, educação e inovação.

Erro de estratégia

Para o senador, houve um erro grave de estratégia e retirar a preferência da Petrobras nos leilões não foi a melhor decisão, pois é fundamental que a estatal participe para atrair interesse de outras petroleiras. Braga disse que falta bom senso na discussão em torno dos regimes de partilha e de concessão. 

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também