“Julgar é cruel” afirma Tatá Werneck em postagem nas redes sociais

A mãe de Clara escreveu sobre a série de julgamentos e pressões que as mães sofrem
Por Alan Lima
Publicado em 01/08/20 às 06h33

A apresentadora Tatá Werneck usou seu Instagram neste sábado (1º/8) para desabafar sobre as cobranças e pressões experimentadas durante a maternidade. Ela usou uma foto fofa em que aparece com a filha, Clara Maria, para ilustrar a postagem.

“O batom não esconde os olhos cansados. Sou a melhor mãe que posso ser. A MELHOR que POSSO. Não a melhor do mundo. A melhor que posso. E meu amor não tem limites. As vezes vejo outras mulheres julgando a maternidade das outras …ainda existe espaço pra isso? Não existe mais isso de ‘mãe deve ser assim’. ‘Mulher tem que …’. Foi se o tempo do julgamento. Aberta a Era da empatia. Da compreensão. Julgar a maternidade do outro é cruel. De palpite apenas a quem te pedir 🙂 Mães 🙂 libertem-se! Sofremos. Lamentamos. Sorrimos. Doamos. Fazemos nosso melhor! E que fique ao nosso lado só quem quiser contribuir e ajudar”, escreveu ela na legenda.

Recentemente, a humorista casada com o ator Rafel Vitti falou sobre amadurecimento após ser mãe, mas parece que as coisas não saíram muito como ela planejava. “Eu acho que passei por um processo de querer amadurecer pra poder ser mãe e ver que isso não vai acontecer porque a minha natureza é ser idiota e bagaceira. Então, minha vontade de fazer merda triplicou”, disse ela.

Por: Metrópoles

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link