quarta-feira, 17 de agosto de 2022

‘Kobra’ e prefeitura de Boa Vista são investigados após painel de R$ 400 mil derreter

A obra, que custou R$ 400 mil aos cofres públicos, fica no Parque do Rio Branco, um dos pontos turísticos da capital do estado
Foto: Reprodução/Twitter

Brasil – A prefeitura de Boa Vista virou alvo, nesta sexta-feira (21), de uma operação que investiga supostas irregularidades no contrato para a pintura de um mural do artista brasileiro Eduardo Kobra. A ação cumpre quatro mandados de busca e apreensão e foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Roraima e pela Polícia Civil.

O mural foi inaugurado em dezembro de 2020 e, em abril de 2021, estava totalmente danificada.

A produção de arte tem 180 metros, representa uma iguana gigante, e foi assinado pelo artista, já a pintura foi realizada por uma equipe dele enviada para Boa Vista. A obra, que custou R$ 400 mil aos cofres públicos, fica no Parque do Rio Branco, um dos pontos turísticos da capital do estado.

A equipe de Kobra restaurou a obra de arte em maio de 2021 sem custos para a prefeitura.

Quais são as suspeitas

A Operação Aquarela investiga a contratação de Kobra pela prefeitura. A suspeita da Promotoria do Patrimônio Público e da Polícia Civil é de que houve superfaturamento de contrato de serviço, e que ele não foi entregue como deveria. A operação também tem o apoio da Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

Os crimes investigados são fraudes em contratos públicos, peculato e falsidade ideológica. Porém, o Gaeco e a polícia ainda não informaram quais são as suspeitas contra Kobra.

Foram alvos de buscas a casa do superintendente da Fundação de Educação, Turismo, Esporte e Cultura (Fetec), Daniel Lima, responsável pelos contratos, a sede da Fetec, localizada no Teatro Municipal, e a casa do fiscal que atuou no processo de contratação. Em São Paulo, o mandado seria cumprido pela Polícia Civil paulista.

Veja nota da Prefeitura de Boa Vista

“A Prefeitura de Boa Vista informa que sempre trabalhou com transparência, e preza pela aplicação dos recursos públicos de forma responsável, nunca tendo sido alvo de investigações que resultassem em operações policiais.

Na manhã desta sexta-feira, 22, a prefeitura recebeu com surpresa a notícia de uma operação na FETEC. O fato causa estranheza e indignação pela espetacularização, considerando o momento político que estamos vivendo, ou seja, é preciso sim apurar os fatos, mas é preciso também ser questionada a verdadeira motivação da operação, com todo o aparato presente no local ligado ao Governo do Estado.

O respeito ao dinheiro público sempre foi um compromisso das gestões municipais de Boa Vista.

Todos os documentos requisitados hoje pelo Ministério Público Estadual e Polícia Civil do Governo do Estado já foram entregues anteriormente e estão publicados no portal da transparência, para qualquer cidadão verificar.

Confiamos na justiça e estamos à disposição para quaisquer informações adicionais.”

Com informações do G1

Leia mais: Homem que ameaçou Lula e ministros do STF é preso em BH

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também