quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Lázaro Ramos admite “desespero” ao dirigir beijos de Taís Araújo

Lázaro Ramos “entregou” que sentiu ciúme de Taís Araújo nas cenas de beijo com Alfred Enoch no filme Medida Provisória, que marca sua estreia como cineasta. Em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, na última segunda-feira (11/4), o ator admitiu “desespero” ao dirigir a mulher em sequências mais quentes.

“Fiquei [com ciúme]! Geralmente não tenho, não sei o que aconteceu, mas estava muito envolvido no filme. Mas é muito estranho, esquisito você falar ‘não, beija mais, repete!’. Dava desespero quando errava a cena e tinha que fazer de novo. Tive que aprender, não é, amorzinho? Olha a cara dela”, brincou Lázaro Ramos, apontando para Taís, que assistia à entrevista no estúdio.

O convidado do Roda Viva ainda disse ter conversado com a mulher sobre sua sensação ao vê-la beijando outro homem: “Conversei, olha que mico…”.

Com informações de Metrópoles

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também