Lula diz que Moro fez ‘pirotecnia’ para sair do governo Bolsonaro

Lula
A fala de Lula foi feita após seu nome ser citado pela quarta vez na Lava-Jato
Por Edilânea Souza
Publicado em 15/09/20 às 01h50

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva disse que o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro criou uma verdadeira “pirotecnia” quando pediu demissão e acusou o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) de ter tentado interferir na Polícia Federal para blindar familiares e amigos.

A fala de Lula foi feita durante entrevista virtual a blogueiros de esquerda e um dia após ser citado pela quarta vez na Operação Lava-Jato, por lavagem de dinheiro.

“Ele (Moro) poderia ter demonstrado seriedade quando virou bolsonarista. Ele é tão medíocre que quando sai, ele tenta criar mais uma pirotecnia com o apoio da Globo: ‘Ah, eu vou sair porque o Bolsonaro quer indicar o diretor-geral da Polícia Federal’. É importante lembrar que o presidente da República tem o direito de indicar o diretor da Polícia Federal, sim. Eu indiquei duas vezes e nunca pedi nem orientei porque eles têm autonomia. E por que o Moro achava que ele podia e o Bolsonaro não podia? Tenta ganhar a opinião pública mentindo outra vez”, disse Lula, defendendo Bolsonaro do inquérito aberto no STF.

Antes de disparar contra o ex-juiz, Lula disse, veja só, que não tem ódio de Moro: “Não tenho do Moro o ódio que ele tem de mim. Como pessoa humana, quero que ele seja tratado com o respeito que eu não fui por ele. Ele que siga a vida dele. Se quiser ser candidato a presidente, tem que procurar um partido, se filiar, e fazer campanha”.

Com informações Veja

Leia mais: Bolsonaro desiste do Renda Brasil e diz que não falará sobre o tema até 2022

Lula

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap