Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

7 de agosto, 2022

Lutador de MMA pede transferência para presídio após confessar que matou Flávio Rodrigues

Foto: Reprodução

Um dos envolvidos no “Caso Flávio”, o lutador de MMA Mayc Vinícius Teixeira Parede pediu transferência para presídio após confessar o assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues, 42, inocentando Alejandro Valeiko e os demais envolvidos no caso.

A petição foi protocolada pelo advogado nesta segunda-feira (14) junto ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

O pedido consta que Mayc deveria ser transferido da carceragem da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs) para cumprir prisão temporária no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) 1 ou no Comando de Policiamento Especial (CPE).

Josemar Berçot Rodrigues Junior, advogado de defesa de Mayc, disse que ele “não vai participar de nenhum ato praticado nessa fase (acareações ou diligências) e não existe interesse da autoridade policial na delegacia”.

Abusos dentro da cela

O advogado relatou no pedido que Mayc vem sofrendo abusos na forma de tratamento praticada por outros detentos dentro da carceragem. Segundo ele, Mayc estaria dividindo a cela com integrantes de facção criminosa.

“Em relação ao Requerente, ocorreu grave desrespeito à Lei e à Vossa Decisão, vez que o mesmo foi colocado em cela junto a indivíduos supostamente integrantes de facção criminosa, conforme fotos anexas e uma Delegada esteve no local instigando a todos com a informação falsa de que o Requerente é ex-PM”, diz o documento.

Relembre o caso

O engenheiro Flávio Rodrigues, 42, desapareceu após uma festa realizada em condomínio de luxo onde mora Alejandro Molina Valeiko, 29, filho da primeira-dama, Elisabeth Valeiko, no dia 29 de setembro.

Flávio foi encontrado morto no dia seguinte (30) em um terreno baldio no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus.

Alejandro é considerado principal suspeito da morte de Flávio. Hoje ele cumpre prisão temporária no 19º Distrito Integrado de Polícia, próximo de sua residência. Além de Alejandro, estão presos Mayc Vinícius Teixeira Parede, Vitório Del Gato, Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior, Elizeu da Paz e José Edvandro Martins de Souza Júnior.

Da Redação

MATERIAS RELACIONADAS