Marco Aurélio, conhecido por soltar traficantes, critica decisão de Nunes Marques, que liberou cultos

O decano do STF ministro Marco Aurélio Mello, conhecido por soltar traficantes, criticou o ministro Nunes Marques, que liberou cultos na páscoa
Por Henrique De Mesquita
Publicado em 04/04/21 às 16h10
Marco Aurélio, conhecido por soltar traficantes, critica decisão de Nunes Marques, que liberou cultos
Marco Aurélio, conhecido por soltar traficantes, critica decisão de Nunes Marques, que liberou cultos

O decano do Supremo Tribunal Federal, ministro Marco Aurélio Mello, criticou a decisão do ministro Nunes Marques que deu uma liminar neste sábado liberando a realização de cultos e missas no pior momento da pandemia de covid-19 no pior momento da pandemia no Brasil.

“Se é para rezar, o maior altar é a nossa casa”, disse o ministro a VEJA neste domingo. “A ficha do brasileiro ainda não caiu. O brasileiro ainda não percebeu que ainda estamos com esse número exorbitante de mortes”.

Para Marco Aurélio, o colega Nunes Marques — o mais novo integrante da Corte, indicado por Jair Bolsonaro em 2020 — atuou indevidamente, já que esse tipo de decisão não poderia ser tomada apenas por um ministro.

Marco Aurélio é odiado pela população

Marco Aurélio Mello já libertou 21 presos, que hoje são procurados pelas Polícias Federal e dos estados brasileiros. Sobretudo, em episódio que gerou grande revolta à população é a lembrança da soltura de André de Oliveira Macedo, o André do Rap, considerado pela Justiça um dos principais traficantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) pelo ministro do STF Marco Aurélio Mello.

habeas corpus, proferido por Marco Aurélio no dia 2 de outubro, afirmou que o réu estava sem sentença condenatória definitiva por tempo que excede o limite previsto na legislação brasileira.

Horas depois, o STF cassou a liberdade de André do Rap, mas ele já havia fugido. O comparsa dele, Moacir Levi, o Bi da Baixada, condenado a 29 anos na Operação Oversea, foi solto por Mello em 18 de outubro de 2019. Ele estava preso na Penitenciária Federal de Porto Velho (RO).

Foto: Divulgação

Leia também: Nikolas Ferreira comemora recuo de Kalil em Belo Horizonte: “Nós, cristãos, iremos comemorar sim nossa páscoa”

Kátia Abreu presta apoio a Kalil para impedir cultos e missas e é chamada de comunista no Twitter

Marco Aurélio, conhecido por soltar traficantes, critica decisão de Nunes Marques, que liberou cultos

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap