Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

12 de agosto, 2022

Menina de 11 anos encontrada morta foi estuprada e queimada ainda viva, diz polícia

o crime teria sido motivado por uma vingança do autor do homicídio com o padrasto da vítima
A menina estava desaparecida desde sexta-feira (22). Foto: Reprodução/Redes sociais

Rio de Janeiro (RJ) – A menina Bianca Rodrigues, de 11 anos, que estava desaparecida, foi encontrada morta na noite deste sábado (23), em uma área de mata no distrito de Inconfidência, no limite com o município de Areal, no Rio de Janeiro.

A menina estava desaparecida desde as 14h de sexta-feira (22) e no dia que foi encontrada morta, ela completaria 12 anos de idade.

Bianca completaria 12 anos de idade no dia que o corpo foi encontrado. Foto: Reprodução/Redes Sociais

LEIA TAMBÉM: Instrutor de academia agride estagiária e é baleado por pai da jovem

De acordo com a Polícia Civil, com base no resultado da necropsia e na confissão do suspeito, a vitima sofreu estupro, estrangulamento e teve o corpo queimado enquanto ainda estava viva.

O suspeito apontado como autor do homicídio é um jovem de 22 anos e ex-companheiro da filha do padrasto de Bianca.

Segundo o delegado Cláudio Batista Teixeira, responsável pela investigação, o rapaz alegou que manteve relações sexuais com a menina e a matou estrangulada, no entanto os exames de necropsia apontam que a vítima morreu devido a queimadura de seu corpo.

“Ele informou que havia levado Bianca para um local rural de Paraíba do Sul, onde havia mantido relação sexual com ela e depois provocado sua morte através de esganadura. Uma vez morta, Bianca havia tido seu corpo queimado pelo próprio rapaz”, relatou o delegado.

“O resultado da necropsia traz informações compatíveis com o relato do rapaz. Todavia, traz evidência de que Bianca foi agredida antes de morrer e morreu não em função da esganadura, mas em função da queimadura de seu corpo, uma vez que havia vestígio de fuligem em seu pulmão”, acrescentou o delegado.

O jovem foi preso ainda neste sábado (23) no município de Chiador, em Minas Gerais (MG), para onde fugiu. Após ser detido, ele confessou o crime e levou os policiais até o local onde ocultou o corpo da menina, dentro de uma propriedade rural.

“Ele foi autuado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Se a gente conseguir constatar, através do exame pericial completo, a informação que ele passa de que houve relação sexual, ele também vai ser autuado, posteriormente, pelo crime de estupro de vulnerável”, explicou o delegado Cláudio Batista Teixeira.

LEIA TAMBÉM: Suspeitos de assaltar ônibus são mortos a pauladas no bairro Zumbi, em Manaus

Motivação

De acordo com informações do G1, o crime teria sido motivado por uma vingança do autor do homicídio com o padrasto da vítima, que é pai da ex-companheira dele.

Conforme a Polícia Militar, que acompanha o caso de perto, o rapaz culpava o ex-sogro pelo fim do relacionamento e viu em Bianca uma oportunidade para atingi-lo.

“Ele tinha uma relação próxima com a família. Tem filhas com uma filha do padrasto da Bianca. Então, não era uma pessoa estranha. Há relatos de que, com o final do relacionamento com a filha do padrasto de Bianca, ele fez ameaças a todos da família”, acrescentou o delegado Cláudio Batista Teixeira.

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

MATERIAS RELACIONADAS