Mesmo com forte chuva, ruas do Centro ficam lotadas no dia da reabertura do comércio

Confira o que está funcionando.
Por redacao
Publicado em 01/06/20 às 11h37

Nem mesmo a forte chuva da manhã desta segunda-feira (1º) impediu que comerciantes e consumidores lotassem as principais ruas do Centro de Manaus no dia da reabertura do comércio. A movimentação foi bastante intensa após pouco mais de dois meses de portas fechadas.

A aglomeração começou ainda cedo, quando muitas lojas ainda nem haviam iniciado o expediente. Foi o caso da rua Marechal Deodoro, popularmente conhecida como “bate-palma”. Houve aglomeração na via, o que não é recomendado em tempos de pandemia do coronavírus.

Além disso, alguns estabelecimentos estavam com filas. Boa parte das pessoas não estava nem obedecendo o limite de distância, nem mesmo utilizando máscara.

O trânsito também ficou congestionado. A avenida Eduardo Ribeiro, por exemplo, estava com um fluxo bastante intenso de veículos. Não havia nem mesmo lugar para deixar o carro estacionado.

Nesta segunda-feira, apenas o primeiro ciclo de atividades essenciais estava autorizado a retornar. Podem funcionar:

•      Igrejas e templos (30% de ocupação, com eventos de 1h30 de duração quando forem diários e intervalo mínimo de 5h entre um evento e outro; ou com duração máxima de 4h quando o evento for semanal)

•      Lojas de artigos esportivos e bicicletas (venda e reparo)

•      Lojas de artigos para casa

•      Lojas de vestuário, acessórios e calçados

•      Lojas de móveis e colchões

•      Atendimento presencial, médico e odontológico, sujeito a agendamento prévio

•      Joalherias e relojoarias

•      Comércio de artigos médicos e ortopédicos

•      Serviços de publicidade e afins

•      Petshops

•      Lojas de variedades

•      Agências de turismo

•      Concessionárias e revendas de veículos em geral

•      Óticas

•      Floriculturas

•      Bancas de revista em logradouros públicos

MATÉRIAS RELACIONADAS