Morte de Rosemary Pinto gera intensa repercussão no cenário político

Rosemary Pinto, diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), faleceu em decorrência da Covid-19, em Manaus
Por João Paulo Castro
Publicado em 22/01/21 às 20h01
rosemary pinto morte
rosemary pinto morte

Manaus – A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Rosemary Pinto, morreu nesta sexta-feira (22) pelas complicações causadas pelo novo coronavírus (Covid-19). Ela foi diagnosticada com a doença no diagnosticada com a doença no dia 7 de janeiro, desde lá, vinha fazendo tratamento domiciliar.

A morte de Rosemary Pinto gerou uma intensa repercussão no cenário político local, tendo em vista que ela era atuante na linha de frente no combate à pandemia da Covid-19.

Em nota, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), lamentou a morte da diretora-presidente da FVS-AM e reconheceu seu trabalho no órgão.

“Perdemos uma guerreira incansável, que estava na linha de frente, desde o ano passado, na luta contra este terrível vírus, que a cada dia destrói inúmeras famílias pelo mundo. Em nome da Prefeitura de Manaus, dos servidores e de toda Manaus, rogo a Deus para que a receba em sua eterna morada, e seja, neste momento tão triste, o conforto da família e dos amigos”, declarou.

David Almeida decretou luto oficial de três dias como forma de respeito e homenagem à Rosemary Pinto.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), também falou de Rosemary Pinto, Ele reconheceu o trabalho dela e disse que foi uma guerreira incansável.

“Ela foi incansável no enfrentamento a tantas doenças epidemiológicas e muito em relação à Covid-19 em nosso estado. Era a palavra que nos orientava e que tinha o respeito de todos que a ouviam. Vá em paz, minha querida Dra. Rose”, comentou.

A deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) disse que a partida de Rosemary Pinto é precoce e deixa diversas pessoas consternadas.

“Sua partida precoce nos deixa consternados. Fica o exemplo de uma servidora pública que colocou sua profissão como instrumento para salvar vidas. A ironia: ela esteve na linha de frente no combate à Covid-19, e acabou se tornando outra vítima dessa doença que assola o mundo”, comentou.

Agradecimento

O vereador Marcelo Serafim (PSB) utilizou as redes sociais para falar de Rosemary Pinto. Ele reconheceu o trabalho de Rosemary Pinto à frente da FVS-AM no combate à pandemia no Amazonas.

“Foi uma guerreira no combate ao Covid e na orientação da população, a senhora se foi, mas antes de ir salvou muitas vidas com suas orientações e pulso forte. Que Deus lhe abençoe e a receba de braços abertos”, disse.

Ele também agradeceu por cada ensinamento compartilhado por Rosemary Pinto ao longo de sua vida profissional.

“Muito obrigado por tudo e pela referência de profissional que sempre foi para todos nós profissionais farmacêuticos”, conclui.

Biografia

A diretora-presidente da FVS-AM era farmacêutica bioquímica de formação básica e epidemiologista de carreira, sendo formada pela Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Osvaldo Cruz – ENSP/Fiocruz, e especialista em informação e informática em saúde pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), com vasta experiência na área há mais de 25 anos.

Rosemary Pinto atuou como gerente de epidemiologia e como diretora de vigilância em saúde da SUSAM, assessora técnica de vigilância em saúde e diretora técnica da FVS-AM, cargo onde atuou nos últimos cinco anos.

Ela também atuou há 22 anos como representante do Amazonas na Câmara Técnica de Vigilância em Saúde do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (CONASS).

Foto: Divulgação

Leia também: SES-AM entrega à Prefeitura de Manaus lista de profissionais a serem vacinados nas unidades referência para Covid19

rosemary pinto morte

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap