quarta-feira, 17 de agosto de 2022

MP denuncia policial por morte de petista com motivo fútil

Inquerito retornou à polícia nessa terça-feira (19), já que uma decisão da Justiça obrigou que as investigações sobre o caso fossem retomadas
jorge
(Foto: Reprodução/Rede social)

Brasil – O Ministério Público do Paraná (MP-PR), denunciou o policial penal e bolsonarista, Jorge Guaranho, que matou o tesoureiro petista Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu. Ele recebeu a denúncia por homicídio duplamente qualificado.

O MP ainda narrou o contexto da discussão política do assassinato e tarjou a motivação como fútil e perigo comum. Uma vez que, não houve atentado de Guaranho contra o estado mas houve contra a vida de Arruda, que estava comemorando seu aniversário com o tema do Partido dos Trabalhadores (PT), em um local fechado.

O inquerito retornou à polícia nessa terça-feira (19), já que uma decisão da Justiça obrigou que as investigações sobre o caso fossem retomadas. A delegada Camilla Cecconello, responsável pelo caso, informou que o crime ocorreu após provocação do bolsonarista em relação ao tema do aniversário de Arruda. Porém para enquadrar Guaranho em um crime político, seriam necessários requisitos como o de impedir ou dificultar alguém de exercer direitos políticos.

LEIA MAIS:

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também