Mulher morre após receber pulmões infectados com coronavírus durante transplante de órgãos

Três dias depois do transplante dos pulmões , a mulher subitamente desenvolveu febre alta, pressão arterial baixa e respiração pesada
Por Henrique De Mesquita
Publicado em 22/02/21 às 14h12
Mulher morre após receber pulmões infectados com coronavírus durante transplante de órgãos
Mulher morre após receber pulmões infectados com coronavírus durante transplante de órgãos

Uma mulher de Michigan, nos EUA, morreu de Covid-19 no ano passado após receber um transplante de pulmão duplo de um doador que estava infectado com o vírus, de acordo com um estudo médico que descreve o primeiro caso desse tipo nos Estados Unidos.

O receptor do órgão não identificado tinha doença pulmonar obstrutiva crônica, enquanto seu doador era outra mulher, que sucumbiu a uma grave lesão cerebral após um acidente de carro, disse um relatório do American Journal of Transplantation.

A cirurgia foi realizada no Hospital Universitário de Ann Arbor, Michigan, em meados de 2020. Correu tudo bem, mas três dias depois o receptor dos pulmões subitamente desenvolveu febre alta, pressão arterial baixa e respiração pesada.

A paciente então entrou em choque séptico, levando os médicos a testá-la para Covid-19. Os resultados deram positivo e amostras de fluido retiradas dos pulmões da mulher revelaram a presença do vírus também.

Um cirurgião que realizou o transplante e estava em contato com o órgão doado também apresentou sintomas de coronavírus e apresentou resultado positivo. Mas enquanto o médico conseguiu se recuperar, seu paciente não teve tanta sorte.

A mulher lutou contra a doença por 61 dias, mas seu estado se agravou. Ela morreu no outono, disse o jornal.

“Não teríamos absolutamente usado os pulmões se tivéssemos um teste de Covid positivo”, Dr. Daniel Kaul, chefe do Serviço de Doenças Infecciosas de Transplantes da Escola de Medicina da Universidade de Michigan e um dos co-autores do estudo, disse Kaiser Health News.

De acordo com o procedimento, amostras de nariz e garganta foram coletadas do doador e do receptor antes da cirurgia, mas todas deram negativo para Covid-19. A família da doadora insistiu que ela não viajou ou apresentou sintomas do vírus como febre, tosse, dor de cabeça ou diarreia antes do acidente. Os pesquisadores também não conseguiram encontrar nenhuma evidência de contato com pessoas sabidamente infectadas com Covid-19.

A morte do receptor de pulmão em Michigan foi um evento “trágico”, mas isolado, o que enfatiza ainda mais a necessidade de testes mais completos em doadores e órgãos para transplantes, disse Kaul. Milhares de transplantes foram realizados nos Estados Unidos no ano passado, mas este se tornou o único caso comprovado de coronavírus transmitido por meio de um órgão doado.

Foto: Divulgação

Leia também: PEC do auxílio emergencial acaba com gasto mínimo para saúde e educação

Mulher morre após receber pulmões infectados com coronavírus durante transplante de órgãos

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap