Mulher suspeita de envolvimento na morte de motorista de aplicativo é presa

A vítima foi morta na noite de 19 de julho deste ano, na rua Edson Melo, no bairro Alvorada 2, na zona centro-oeste de Manaus
Karem fpi presa pela equipe da DEHS - Foto: Josemar Antunes

Quase três meses após o assassinato do motorista de aplicativo Jair Roberto Melo Dolzane, 25, a equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) prendeu, na manhã desta terça-feira (28), uma mulher identificada como Karen, 28, por participação no crime. A suspeita foi presa no bairro Alvorada 2, na zona centro-oeste de Manaus.

Segundo as investigações, Karen e o parceiro dela, João Carlos de Souza Mafra, 20, o “JC”, renderam o motorista de aplicativo na noite de 18 de julho deste ano, e depois o mataram a tiros na rua Edson Melo. O carro que era alugado pela vítima para trabalho, modelo Fiat Uno Way, de cor azul, foi abandonado pelo casal na rua Ovídio Gomes Monteiro, no mesmo bairro.

Na noite do último sábado (18), “JC” foi abordado por um homem desconhecido e executado com seis tiros, sendo cinco na cabeça e um no tórax. A vítima participava de um bingo na rua Parau (antiga rua 12), no bairro Alvorada 2. Após o crime, o assassino fugiu em uma motocicleta, de características não reconhecidas.

Ainda segunda as investigações da DEHS, Karen era responsável por guardar a arma de fogo usada em crimes praticados por “JC”. Ela foi encaminhada à especializada para os procedimentos do inquérito policial.

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap