‘Não sextou’ e ‘final de semana deprê’: Fiscalização encerra festas e fecha restaurantes e bares em Manaus

festas e estabelecimentos fechados
Duas Festas clandestinas e 21 estabelecimentos foram fechados pela Central Integrada de Fiscalização. Internautas se mostram descontentes
Por Henrique De Mesquita
Publicado em 26/10/20 às 10h19

Manaus – Durante as vistorias realizadas em bares e flutuantes na última sexta-feira (23) e no último sábado (24), na capital amazonense, a Central Integrada de Fiscalização (CIF) fechou duas festas clandestinas e inspecionou 33 estabelecimentos, sendo fechados 21 locais por descumprimento das medidas de prevenção à Covid-19 decretadas pelo governo.

Cinco estabelecimentos foram notificados pelos agentes do Departamento de Vigilância Sanitária da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e devem pagar multa pelo descumprimento de medidas sanitárias e de distanciamento social. Durante as fiscalizações nos bares, no sábado, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) notificou oito veículos e removeu um carro irregular.

A CIF contou com um efetivo de 125 agentes das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Detran-AM, FVS-AM, Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (Immu), Casa Militar, entre outros.

De acordo com o coordenador da CIF neste sábado, o capitão da Polícia Militar, Renan Libório, no decorrer das fiscalizações nos bares, os agentes receberam denúncia informando sobre três festas clandestinas. Um dos eventos, em uma chácara no bairro Tarumã, zona oeste, foi fechado. Aproximadamente 700 pessoas foram revistadas. Outro evento, no mesmo bairro, contava com cerca de 300 pessoas e também foi encerrado.

Ainda durante as fiscalizações, um estabelecimento localizado no bairro Parque Dez, zona centro-sul, foi notificado por não apresentar vistoria do Corpo de Bombeiros. O local não possuía itens de prevenção e combate a incêndio, como extintor, luminárias de emergência e placas de sinalização de saída de emergência.

As medidas preventivas tomadas pelo Estado com as fiscalizações e restrições contra festas e estabelecimentos parecem estar afetando mais as atividades econômicas do que as taxas de transmissão do vírus. Nas redes sociais, internautas se mostram descontentes com o cenário: ‘Do que adianta tudo isso se durante a semana, a população volta a se amontoar em ônibus lotado ?’

Com da Informações da Assessoria
Fotos: Divulgação/SSP-AM

Leia também: FVS divulga atualização dos casos de Covid-19 no Amazonas

festas e estabelecimentos fechados

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap