Netflix vai cancelar contas inativas há mais de um ano

"Não queremos que as pessoas paguem por uma assinatura da qual possam ter esquecido", informou a direção da Netflix no Brasil.
Por joao.castro
Publicado em 21/05/20 às 11h12
netflix contas

Foto: Reprodução

Cheia de estreias para o mês de junho, a Netflix preparou outra ação para os seus clientes, desta vez, para os inativos. A plataforma anunciou, nesta quinta-feira, dia 21 de maio, que começará a encerrar contas de que as pessoas não usam o serviço há um ano ou mais.

A empresa entrará em contato com os clientes que não assistem a nada há 12 meses desde que assinaram para saber se desejam manter sua associação. Além disso, a medida será a mesma com aqueles que não viram nada nos últimos dois anos.

Se os clientes não confirmarem à Netflix que desejam continuar com a assinatura, a empresa a cancelará automaticamente. Essas contas inativas representam menos de 0,5% de sua base geral de membros, representando “apenas algumas centenas de milhares”, escreveu o diretor de inovação de produtos da Netflix, Eddy Wu, em comunicado oficial.

Vale ressaltar que, caso o assinante queira voltar à Netflix, em até 10 meses sua conta ainda contará com seus favoritos, perfis, preferências e outros detalhes. Essa medida é também uma ajuda às pessoas a economizarem.

Procurada pelo AdoroCinema, a assessoria da Netflix no Brasil se pronunciou sobre a medida: “Nós sempre aspiramos ser uma empresa que coloca o consumidor em primeiro lugar – e não queremos que as pessoas paguem por uma assinatura da qual possam ter esquecido. Portanto, entraremos em contato com todos os assinantes que não assistiram à nada na Netflix nos últimos dois anos para lembrá-los de que ainda estão pagando pelo serviço. Se eles não confirmarem que desejam permanecer como assinantes, suas contas serão canceladas a partir de 1º de junho”.

A Netflix registrou um recorde de 15,8 milhões de assinantes no primeiro trimestre de 2020, embora a empresa afirme que não espera que o aumento da quarentena continue a longo prazo.

Por Adoro Cinema

MATÉRIAS RELACIONADAS