Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

13 de agosto, 2022

No reencontro com Fernando Diniz, Flu derrota São Paulo no Morumbi

Desacreditado para muitos, o Fluminense enfrentou o São Paulo, no Morumbi, com extrema inteligência e paciência. Nem parecia que o Tricolor carioca é quem estava na zona de rebaixamento. Durante toda a partida, se comportou melhor do que o São Paulo, executando com maestria a estratégia desenvolvida por Marcão, que soube vencer o jogo de forma categórica, contra o técnico Fernando Diniz, criador da filosofia de jogo do Fluminense.

O Fluminense entrou em campo com a mesma escalação que empatou a partida com o Vasco, no último sábado, no Maracanã. Novamente, Paulo Henrique Ganso jogou adiantado, entre os zagueiros adversários. A diferença é que o Tricolor não conseguiu ter o domínio do jogo, como aconteceu no clássico. No entanto, esteve longe de ser covarde. Propôs o jogo quando teve a bola, mas marcava no campo de defesa sem ela. 

Com uma partida impecável na defesa, o Fluminense conseguiu também ser efetivo no ataque. Se estava difícil entrar na área do São Paulo, o Tricolor carioca chegou pelo alto e abriu o placar através da bola parada. Daniel, cobrou com maestria e Digão cabeceou para abrir o placar. O gol serviu para dar moral ao zagueiro, que não conta com tanto prestígio junto ao torcedor. No entanto, fez mais uma vez um jogo seguro. 

Após o gol, Paulo Henrique Ganso mudou o seu posicionamento, passando a jogar mais atrás, reforçando ainda mais a marcação e deixando Yony e Marcos Paulo mais livres, para aproveitarem os espaços com velocidade, já que o São Paulo atacaria mais o Fluminense. A estratégia deu certo e, logo em seguida, Marcos Paulo ampliou o placar, aproveitando um belo passe de Caio Henrique. Yony começou a jogada, dando ainda mais méritos ao time, muito bem armado por Marcão.

Desde o apito inicial, o Fluminense se mostrou focado e determinado do que deveria fazer, com ou sem a bola. A aplicação tática de todos os jogadores foi determinante para o Tricolor conquistar a vitória. Os méritos defensivos dessa vez não são apenas do goleiro Muriel, que costuma ser o grande destaque nas vitórias. Marcão acertou em cheio ao promover a entrada de Yuri no time. O volante deu a segurança defensiva e o equilíbrio, o que a equipe buscava desde os tempos de Fernando Diniz

No segundo tempo, Pablo Dyego entrou na vaga de Yony González. Com isso, o ataque tricolor foi formado por crias de Xerém, já que Marcos Paulo continuava em campo. Posteriormente, Evanilson foi a campo no lugar do autor do segundo gol, mantendo o setor com jogadores feitos em casa. O jogador foi relacionado após a barração de João Pedro. É a primeira vez que Evanilson joga pelos profissionais em 2019. A estreia aconteceu no Carioca de 2018, partida contra o Boavista. Chama a atenção pelo fato do Fluminense ter contratado diversos jogadores ofensivos, como Ewandro, Guilherme e Brenner, que, por estar emprestado pelo São Paulo, não foi relacionado. 

Lance!

MATERIAS RELACIONADAS