Pacientes oncológicos, com HIV/Aids e transplantados podem ser vacinados contra doenças pneumocócicas

A vacinação é a única ferramenta disponível para a prevenção de doenças causadas pelo Streptococcus pneumoniae
Por redacao
Publicado em 24/11/20 às 19h01

Pacientes com câncer, HIV/Aids e transplantados podem se vacinar, gratuitamente, contra doenças pneumocócicas, como pneumonias, bacteremias e meningites. O Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE), na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), está oferecendo a vacina pneumocócica 13-valente para pacientes que ainda não tenham recebido uma vacina conjugada contra pneumococo. 

Streptococcus pneumoniae é uma bactéria que tem mais de 90 sorotipos imunologicamente distintos. O pneumococo é causa frequente de otite média aguda, pneumonias, bacteremias e meningites. A maior incidência de doença pneumocócica ocorre nos primeiros anos de vida e no idoso.

Até o momento, segundo o Ministério da Saúde (MS), a vacinação é a única ferramenta disponível para a prevenção de doenças causadas pelo Streptococcus pneumoniae e dentre todas as medidas de saúde pública, é a que apresenta impacto significativo na diminuição da incidência dessas doenças.

Vacinação

Não são todos os pacientes que são eletivos para o uso da 13-valente. Por isso, pacientes com HIV/Aids, transplantados de medula óssea e de órgãos, e pacientes oncológicos podem se dirigir até a FMT-HVD e procurar o CRIE para serem avaliados e receberem a vacina pneumocócica mais indicada para o seu caso. Para isso, o paciente precisa estar com o encaminhamento médico, cartão de vacina e a Carteira Nacional de Saúde (CNS) ou seu CPF.

Conforme o MS, a vacina pneumocócica 13-valente é recomendada para maiores de cinco anos de idade, incluindo adolescentes e adultos.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap