quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Papa Francisco anuncia renúncia de bispo americano acusado de encobrir casos de abusos sexuais

O papa Francisco anunciou nesta quarta-feira (04) a renúncia do bispo americano Richard J. Malone, 73, é acusado de encobrir diversos casos de abusos sexuais praticada por padres contra menores de idade na diocese de Buffalo, em Nova York.

Em nota oficial do Vaticano, o papa indicou o bispo Albany, Edward B. Scharfenberger, para coordenar as atividades da diocese de Bufallo até que um novo sacerdote seja escolhido de forma definitiva.

Richard Malone se afasta do seu cargo como bispo faltando dois anos para se aposentar, tempo padrão estipulado pela Igreja Católica.

O cardeal nega as acusações feitas contra ele e dizia que não iria renunciar seu cargo antes do tempo estabelecido, mas Richard reconheceu a repercussão gerada dentro da diocese de Bufallo.

“Alguns atribuíram isso às minhas próprias deficiências, mas a turbulência também reflete o auge de falhas sistêmicas ao longo de muitos anos em relação ao tratamento mundial sobre abuso sexual de menores por membros do clero. Conclui, após muita oração e reflexão, que as pessoas de Buffalo estarão melhores nas mãos de um novo bispo que seja mais hábil em trazer reconciliação, cura e renovação que é tão necessária”, disse o bispo em seu comunicado oficial.

Denúncia

Pessoas próximas da diocese denunciaram Richard por encobrir os casos de abusos sexuais. Em agosto deste a imprensa americana tomou conhecimento da situação por meio de áudios que foram vazados.

O arquivo mostrava o bispo conversando obre as denúncias e afirmando que a divulgação dos casos “seria o fim do meu bispado”.

Os casos começaram a surgir em 2018 quando as primeiras vítimas fizeram denúncias na polícia. Alguns padres envolvidos na situação atuavam dentro da diocese. De acordo com Malone, ao todo, 42 padres estavam envolvidos com a prática de abusos sexuais.

Entretanto, com o passar do tempo, a imprensa americana descobriu que 117 padres estavam envolvidos no caso. Eles teriam o total sigilo de Richard.

A diocese de Buffalo enfrenta mais de 200 processos sobre abusos sexuais de menores e o caso corre sob a tutela da Procuradoria Geral de Nova York e pelo FBI.

Pesquisa

Um estudo realizado em setembro deste ano pelo jornal Buffalo News apontou que de 85% dos católicos praticantes ou não-praticantes na região acreditavam que o bispo deveria renunciar.

Além disso, moradores da cidade, funcionários e religiosos da diocese já estavam se mobilizando para declarar o bispo como persona non grata e forçar sua renúncia.

Da Redação

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também