quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Para maratonar no final de semana: 8 séries de terror com só uma temporada

Nos últimos dois anos, a Netflix apostou em produções exclusivas, entre séries e filmes. Dessas, cada vez mais, há títulos de terror. Alguns, como Marianne (2019) e A Maldição da Residência Hill (2018), caíram no gosto popular e ganharam diversos fãs – e críticas positivas. E o melhor? Ambas têm apenas uma temporada – uma delícia para maratonar. 

Mas há várias outras séries pequenas menos conhecidas no catálogo do serviço de streaming. Chambers (2019), por exemplo, tem Uma Thurman no elenco – mas não foi tão bem recebida e acabou cancelada. Logo depois da primeira temporada. 

Separamos oito séries que nunca foram para frente (algumas ganharão, no futuro, continuação) e pararam na primeira temporada. Por isso, tem uma média de 10 episódios, cada um com cerca de 50 minutos de duração. O suficiente para maratonar em um final de semana. Confira: 

Chambers (2019)
Com Uma Thurman em um dos papéis principais, Chambers conta a história de Sasha (Sivan Alyra Rose), uma adolescente que precisa de um transplante de coração, e recebe o órgão de Becky (Lilliya Reid), uma suicida. A família da menina que morreu quer se aproximar de Sasha – mas ela percebe que algo não está certo quando começa a ter memórias de Becky – todas as lembranças extremamente sinistras. Ela, então, tenta se aprofundar na morte e nos motivos dela. 

Marianne (2019)
Emma (Victoire Du Bois) tem uns 20 e tantos anos, mas já alcançou o status de uma das melhores escritoras europeias pela sua série de livros de terror. A romancista contou a história de Marianne, uma bruxa milenar que invade o corpo das pessoas e as amaldiçoa. 

Mas a escritora descobre, assim que lança o último livro da série, que a mãe de uma das suas amigas acredita ser Marianne, e age de modo sinistro o tempo todo. Emma, então, investiga tudo o que acontece para descobrir a verdade.

A Maldição da Residência Hill (2018)
A família Crain compra a Mansão Hill, uma casa que tem tudo para ser um lar. Mas o local é assombrado – e atormenta a vida dos dois pais e das quatro crianças. Mesmo adultos, ainda têm problemas vindos do lugar – mas ninguém mais do que Nell, uma das gêmeas mais novas. Ela nunca conseguiu superar, e enfrentou diversos problemas psicológicos. O melhor é o final extremamente surpreendente.

Superstition (2017)
A família Hastings é dona da funerária e do cemitério de uma cidadezinha na Georgia, EUA. E, como “freela,” liquidam entidades malditas que assolam o local – boa parte são “ex-clientes” que acabaram de comer.

A Ordem (2019)
Um universitário não consegue superar a morte da mãe. Tentando descobrir o motivo, entra para uma ordem – e descobre-se envolto em mistérios familiares e uma gigantesca guerra demônios e vampiros.

Typewriter (2019)

A série é uma produção da Netflix na Índia. Mostra a história de um grupo de crianças valentes que decidem fundar um clube para investigar histórias de fantasmas da região. Decidem, como primeira missão, descobrir os mistérios de uma casarão mal-assombrado.

Eles descobrem que há um histórico de mortes e segredos na casa, e parecem girar em torno de uma máquina de escrever – anteriormente usada para escrever um livro de terror – que não pode ser retirada do local.

O Nevoeiro (2017)
A série é baseada no romance homônimo de Stephen King, o mestre do horror. Nela, uma misteriosa névoa toma conta de uma cidadezinha. Diversos perigos desconhecidos se escondem no nevoeiro, e por isso, as pessoas estão confinadas dentro das casas e comércios. Depois de alguns dias, os ânimos ficam apurados, e as pessoas precisam escolher entre enlouquecer ou enfrentar o desconhecido.

Nightflyers (2018)
Ao contrário da maior parte das séries de terror, Nightflyers foge da temática de espíritos e demônios. Em um clima sci fi e cyberpunk, a produção mostra uma tripulação de nave espacial fugindo da Terra, destruída. São interceptados por alienígenas e acabam nos confins obscuros do universo.

Rolling Stone Brasil

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também