quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Parintins 2022: Ação de sensibilização é realizada em estabelecimentos turísticos

A Amazonastur atua na regularização do registro no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur)
Foto: Divulgação/AmazonasTur

Parintins (AM) – Na semana em que acontece o 55º Festival Folclórico de Parintins, um dos maiores espetáculos a céu aberto do mundo, a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) iniciou a sensibilização e orientação em 64 estabelecimentos, com o propósito de promover o ordenamento dos prestadores de serviço turístico na ilha tupinambarana. As ações de visita vão se estender até quarta-feira (22).

De acordo com a diretora de Desenvolvimento e Turismo (DTUR), Emmanuelle Pampolha, a Amazonastur atua na regularização do registro no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo, além de sensibilizar em relação ao combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, proibição do uso de penas naturais em adereços e manuseio de animais.

A diretora do DTUR também destaca que a Amazonastur, mesmo durante a pandemia, atuou no município para promover o ordenamento turístico.

“A gente sabe da dificuldade, que houve realmente um impacto muito grande com relação aos estabelecimentos, ao funcionamento durante a pandemia, mas há cerca de cinco meses a Amazonastur está intensificando essas atividades para que possamos capacitar também toda essa cadeia que faz o atendimento, o acolhimento ao turista para que ele seja recebido da melhor forma”, explicou.

A chefe do departamento de registro e sensibilização da Amazonastur, Giovanna Tapajós, ressalta a importância da regularização para o turismo local.

“O Cadastur é um sistema que abrange meios de hospedagem, agências, locadoras de veículos, transportadoras, guias de turismo. Esse olhar de ordenamento, que nós já estamos aqui na ilha, é para fazer com que os turistas sintam que estão sendo bem acolhidos, que estão recebendo serviços de qualidade, serviços regularizados, serviços legalizados na ilha”, afirmou.

Campanhas

A Amazonastur, visando sensibilizar os prestadores de serviços turísticos, lançou a campanha contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no estado do Amazonas. Para denunciar basta ligar para o Disque Direitos Humanos pelo número 100.

Para conscientizar em relação ao manuseio de animais, que é uma atividade ilegal, a Amazonastur também reforçou a campanha “Nunca toque, observe”, incentivando que a vida silvestre seja apenas apreciada em seu habitat natural e jamais para utilização em selfies ou para entretenimento turístico.

E para combater o desaparecimento de espécies e maus-tratos a animais, há a campanha contra o uso de penas de animais em artesanatos. Para denunciar maus tratos, basta ligar para (92) 98842-1553 do Batalhão Ambiental ou para a Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo por meio do contato (92) 99962-2340.

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também