Parlamentar requer drive-in para classe artística realizar eventos em Manaus

Confira os destaques da Política local e nacional.
Por Edilânea Souza
Publicado em 28/05/20 às 03h47

O deputado Felipe Souza (Patriota) destacou na manhã desta quinta-feira (28) requerimento para que os artistas possam realizar shows em espaços públicos abertos, no estilo drive-in. A medida seria para que à classe venha ter uma renda, que segundo o parlamentar, tem sofrido bastante com a crise do novo coronavírus e muitos estão sem renda na ocasião. O parlamentar destacou ainda que o público poderá assistir os shows dentro de seus veículos

Cautela na reabertura

O deputado Serafim Corrêa pediu cautela na reabertura dos templos religiosos a partir de segunda-feira (1). Para o parlamentar é possível que haja um aumento nos casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, uma vez que os locais podem haver aglomerações. Serafim pediu ainda que “Deus proteja a todos”. A medida de reabertura foi anunciada pelo governador do Amazonas, Wilson Lima. Além dos templos, diversas atividades comerciais também abrirão no dia 1º.

Queda de arrecadação

Em audiência pública remota na Câmara Municipal de Manaus (CMM), presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/AM) Ralph Assayag disse que o comércio registrou uma queda de 40% na arrecadação, durante o período de pico da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Além da arrecadação, Assayag destacou ainda que de um total de aproximadamente 360 mil lojas em Manaus, 29 mil lojas fecharam por conta da pandemia e outras 1.500 fecharam as portas definitivamente, ocasionando a demissão de 30 mil pessoas.

Melhoria nos serviços

Um dos serviços bastante criticado durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, o fornecimento de energia, foi mais uma vez criticado pelo deputado Álvaro Campêlo (Progressistas), na manhã desta quinta-feira na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). De acordo com o parlamentar, que também é membro da Comissão do Consumidor da Casa, moradores de Carauari, interior do Amazonas, ficaram mais de 24h sem o serviço, causando prejuízos para à comunidade. O parlamentar cobrou ainda a estabilização dos serviços de internet prestados pelas operadoras Claro, Vivo e Oi no município.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link