Pastor Jonatas Câmara volta atrás da decisão e suspende os cultos na Assembleia de Deus

A decisão atende as recomendações médicas para combater e prevenir o coronavírus.
Por joao.castro
Publicado em 21/03/20 às 03h54
jonatas camara suspende cultos

Foto: Divulgação

O pastor Jonatas Câmara, presidente da igreja Assembleia de Deus, voltou atrás da decisão e anunciou que vai suspender os cultos por tempo indeterminado devido a pandemia do coronavírus (Covid-19).

A informação foi divulgada próprio líder religioso neste sábado (21) em sua conta no Instagram.

A decisão atende uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) que determina suspensão de eventos com mais 100 de pessoas, entre elas, os cultos religiosos.

Jonatas inicia o vídeo saudando os fiéis da igreja e lê um trecho bíblico. “As mãos podem não se tocar, nem os braços se abraçar. Mas os joelhos sempre podem se dobrar e a fé se unir para produzir grandes resultados. A Igreja não fecha nunca. O que fecha é o local de cultos. A Igreja somos nós e estamos abertos e funcionamos em todos os lugares”, disse o pastor.

Ele ainda recomendou que os fiéis seguissem as recomendações médicas e afirmou que “fazendo assim, com certeza grandes resultados serão obtidos por Deus agirá em favor do seu povo”.

Incitação

Antes de toma a decisão, Jonatas aparece em um vídeo compartilhado nas redes sociais incitando as pessoas marcarem presença no culto, contrariando todas as recomendações médicas na prevenção e combate ao Covid-19.

“Vem pra igreja, não fica em casa coisa nenhuma, vem adorar a Deus aqui! Põe um álcool gel na mão, glória a Deus vem pra cá. Traz um vidrinho de álcool gel aqui, passa na mão e cumprimenta o teu irmão, vamos orar e deus vai guardar o povo dele. Há uma investida satânica para distanciar o marido da mulher, o avô da neta”, disse ele na época.

Confira o vídeo de Jonatas

Dados

Na última sexta-feira (20) o Amazonas registrou 2 casos suspeitos da Covid-19, dos quais 52 foram descartados, 13 estão em investigação e sete foram confirmados. Seis foram importados e um está em investigação para saber a origem do contágio do paciente.

O governo junto com a Secretaria do Estado de Saúde do Amazonas (Susam) planejam disponibilizar outros 200 leitos de UTI completando 350, todos no Hospital Delphina Aziz, unidade hospitalar referência no combate ao vírus.

Da Redação

Leia também: Wilson Lima determina o fechamento de bares e restaurantes para combater a proliferação do novo coronavírus

MATÉRIAS RELACIONADAS