‘Pega fogo’ a ‘CPI da Origem do Coronavírus’: conselheiro de Saúde dos EUA é acusado de financiar laboratório da China

Audiência do Comitê de Saúde dos EUA, que atua semelhante a uma "CPI", tenta desvendar uma conspiração global sobre a origem do coronavírus
'Paga fogo' a 'CPI da Origem do Vírus' nos EUA: conselheiro de Saúde é acusado de financiar laboratório da China
'Paga fogo' a 'CPI da Origem do Vírus' nos EUA: conselheiro de Saúde é acusado de financiar laboratório da China

O consultor de coronavírus da Casa Branca, Dr. Anthony Fauci, disse ao senador do Kentucky Rand Paul (Republicanos), “Você não sabe do que está falando”, depois que Paul acusou o conselheiro de Saúde de mentir sobre seu suposto papel na polêmica pesquisa do novo coronavírus na China.

Questionando Fauci durante uma audiência do Comitê de Saúde do Senado Americano na terça-feira (20) sobre a resposta do governo ao coronavírus, o senador Paul deu a entender que Fauci mentiu ao Congresso em maio quando afirmou que o Instituto Nacional de Saúde (NIH – sigla em inglês) não financiou a chamada ‘pesquisa ganho de função* “no Instituto de Virologia de Wuhan, na China, considerada por muitos como a fonte da pandemia do coronavírus”.

“Nunca menti antes do Congresso e não retiro essa declaração”, respondeu Fauci em resposta à insinuação de Rand Paul.

Em seguida, o senador Paul apresentou um artigo acadêmico de 2015 que afirma que essa pesquisa ocorreu no laboratório de Wuhan e foi parcialmente financiada pelo NIH. Um cientista americano revisou o artigo e concluiu que a pesquisa “parecia atender à definição de ganho de função” – mas não levou à criação do novo coronavírus. O termo ‘ganho de função’ refere-se a modificar e aumentar a transmissibilidade de vírus animais para estudar melhor seu efeito em humanos.

“Este artigo a que você está se referindo foi julgado … de cima para baixo na cadeia como não sendo um ganho de função*”, Fauci respondeu, antes de Paul intervir.

“Você pega um vírus animal e aumenta sua transmissibilidade aos humanos, você está dizendo que isso não é ganho de função?” Perguntou Paul.

“Isso é correto, e senador Paul, você não sabe do que está falando, francamente, e eu quero dizer isso oficialmente,” Fauci retrucou.

Apesar da definição do próprio jornal de pesquisa de ganho de função ser aparentemente a mesma de Paul, o cientista da Casa Branca ainda insistia que a pesquisa delineada no artigo de 2015 “não é” a mesma coisa.

Indícios

O trabalho em si não prova que o coronavírus Covid-19 foi criado no laboratório de Wuhan, mas implica que uma pesquisa semelhante sobre coronavírus transmitidos por morcegos foi realizada lá, com o apoio financeiro do NIH. Essa pesquisa costumava ser feita nos Estados Unidos, mas foi interrompida pelo governo Obama em 2014 e posteriormente terceirizada para a China. Entre 2015 e 2019, o laboratório de Wuhan recebeu, embora indiretamente, mais de US $ 800.000 em doações do NIH. $ 600.000 em pagamentos de subsídios foram dados ao instituto por meio da EcoHealth Alliance, uma empresa de pesquisa privada, e $ 216.000 por meio da Universidade da Califórnia, Irvine.

Paul insinuou repetidamente que a Covid-19 se originou no laboratório de Wuhan e acusou Fauci na terça-feira (20) de tentar “dançar” em torno de sua suposta “responsabilidade por quatro milhões de pessoas que morreram de uma pandemia em todo o mundo”. No entanto, apesar das acusações de Paul, nenhuma arma fumegante foi encontrada para ligar o NIH à cepa de coronavírus que desencadeou a pandemia em curso.


*Obs: O termo mais comumente usado nos artigos científicos brasileiros é “pesquisa Ganho–Função” ou simplesmente “Ganho–Função”.

Leia também: Brasil continua com queda na média de mortes por covid-19

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap