Pesquisadores da USP elaboram capacete para o tratamento contra a Covid-19

Segundo os pesquisadores da USP, o aparelho é uma alternativa para os pacientes diagnosticados com Covid-19 que estão em UTIs.
Por joao.castro
Publicado em 13/05/20 às 10h13
pesquisadores usp capacete

Foto: Divulgação/USP

Um grupo de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) elaboraram um capacete respirador para ajudar no tratamento ao novo coronavírus (Covid-19). Eles informaram que o aparelho tem baixo custo e foi desenvolvido em parceria com uma empresa privada.

O “escafandro”, como foi apelidado pelo grupo de pesquisadores, está em fase final de desenvolvimento e deve ficar pronto até o fim de maio.

Segundo eles, o nome é por causa forma arredondada da cúpula de acrílico, parecida com a utilizada por mergulhadores no século 19.

O aparelho pode ser uma alternativa para pacientes que necessitam de respiração mecânica internados em Unidades de Terapia Intensivas (UTIs).

Benefícios do dispositivo

“Trata-se de uma opção menos invasiva, já que em muitos casos pode ser uma alternativa para evitar a necessidade de utilização do tubo endotraqueal introduzido no paciente”, conta o professor Raul Gonzales Lima, coordenador da iniciativa em entrevista à Revista USP

Além disso, o “escafandro” possui dois tubos para fazer a circulação do ar. Assim, o equipamento controla a pressão e a concentração do oxigênio e faz a respiração do paciente.

De acordo com o professor Raul, o sistema impede que o paciente respire no mesmo ambiente que funcionários de saúde e outros pacientes que podem estar próximos, pois filtra o ar que sai do dispositivo. Essa é uma maneira de garantir um ambiente mais seguro e com menor risco de contaminação.

Da Redação com informações do R7 Notícias

MATÉRIAS RELACIONADAS