PM-AM expõe denúncia contra pai de santo, que é levado à delegacia por suposto estupro de adolescente

Polícia Militar diz haver indícios de mensagens pejorativas enviadas pelo pai de santo ao menor de idade. Em vídeo, representante das religiões de matriz africana em Manaus diz que o denunciado é inocente
Por João Paulo Castro
Publicado em 22/01/21 às 22h49
pai de santo
pai de santo

Manaus – Um pai de santo identificado como Timóteo de Oxumaré foi detido suspeito de estuprar um adolescente de 15 anos na rua Cipó Tuíra, conjunto João Paulo, bairro Jorge Teixeira, zona Leste da capital, na tarde desta sexta-feira (22).

Segundo o capitão Soeiro, da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o suspeito trocava mensagens com o adolescente em um aplicativo de mensagens fornecendo tratamento espiritual.

“A família desse adolescente nos procurou dizendo que participava de um ‘terreiro de macumba’ e estava precisando de ajuda espiritual. A viatura foi até o local e fez a apreensão desse pai de santo. Conversas do celular mostram que ele fez junção carnal e ameaçou a vítima”, disse.

Ainda conforme a PM-AM, o adolescente contou aos familiares que o caso vem acontecendo desde dezembro de 2020. O capitão conta que o jovem diz ter feito as denúncias com medo de ameaças e o pai de santo queria continuar mantendo relações sexuais com o jovem.

Timóteo de Oxumaré foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos e ele deve ficar à disposição da Justiça. O celular do suspeito foi apreendido pela polícia e um inquérito foi instaurado para apurar o caso.

Controvérsia

O caso envolvendo o pai de santo ganhou um novo capítulo. Pai Alberto Jorge Silva, presidente da Articulação Amazônica dos Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiro de Matriz Africana (Aratrama), informou ao Portal Tucumã que a acusação em torno de Timóteo de Oxumaré são infundadas.

“Recebemos a notícia que ele foi libertado por ausência de provas e contradições no depoimento da vítima. Ela não tem 15 anos de idade, mas sim, 17 anos. Um oficial da Polícia Militar disse que a mãe leva para um ‘terreiro de macumba’ de forma pejorativa”, comentou.

Pai Alberto Jorge também criticou o repórter Lerron Santiago, que acompanhou o caso, e cobrou esclarecimentos.

“Gostaria que você mostrasse, em números, quantos pais de santo estão presos por abuso sexual. Não nos conta esse número”, explica.

Foto: Reprodução/Portal Tucumã

Leia também: Ministério da Saúde atende Governo do Amazonas e abre edital do programa “Mais Médicos” para o interior

pai de santo

veja mais

veja mais

Copy link
Powered by Social Snap