quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Polêmica: Spotify analisará se recorde de Anitta foi ou não manipulado

Há indícios de que fãs da cantora tenham utilizado métodos “heterodoxos” para impulsionar o lançamento de “Envolver”.

O Spotify alegou ter condições e ferramentas que podem revelar se houve “robotização” ou “fraude” por parte de fãs da cantora Anitta no recorde mundial que ela bateu no mês passado. A informação é do colunista Ricardo Feltrin, do portal “Uol”.

Só naquele dia, sua nova música, “Envolver”, foi reproduzida mais de 6,4 milhões de vezes. Até esta quarta-feira (13) a música segue rumo aos 146 milhões de reproduções.

Como mostrou o site “Olhar Digital”, com base em dados do “Rest of World” (publicação sobre tecnologia sem fins lucrativos), há indícios de que fãs da cantora tenham utilizado métodos “heterodoxos” (para dizer o mínimo) para impulsionar o lançamento de “Envolver”.

Entre as ações dos fãs de Anitta sob suspeita estão manipulação do algoritmo de resultados do streaming, com a divulgação de métodos e uso de redes VPN para reproduzir as músicas várias vezes com novos IPs (burla o protocolo-raiz, que permite identificar um equipamento com acesso à internet); e também o possível uso de “robôs” (bots) para reproduzirem a música indefinidamente.

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também