Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

9 de agosto, 2022

Polícia afirma que elementos ‘reforçam’ que agente de portaria matou servidora do TRT

Polícia afirma que elementos ‘reforçam’ que agente de portaria matou servidora do TRT

Após suspeito de assassinar servidora pública declarar não ser o autor do crime, Polícia Civil se pronuncia.

Em nota, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) afirmou nesta segunda-feira (06) que além da confissão do agente de portaria Caio Claudino, outros elementos “reforçam” que o suspeito seria o autor da morte da servidora pública, Silvanilde Feirreira Veiga, encontrada por sua filha já sem vida no sábado dia 21 de maio.  

A divulgação da nota ocorre após a defesa do suspeito afirmar que ele quer mudar a versão do depoimento dado à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Crime e prisão

Silvanilde foi encontrada morta no dia 21 de maio, dentro do próprio apartamento, situado em uma área nobre de Manaus.  Caio Claudino foi preso no dia 31. De acordo com a Polícia Civil, o agente de portaria estava sob efeito de drogas e matou por dinheiro.

Ao ser preso, o suspeito confessou o crime. No entanto, nesse fim de semana, ele disse à defesa que quer mudar a versão.

Em nota divulgada nesta segunda-feira (6), a Polícia Civil disse que a confissão é apenas um dos elementos corroborativos que levaram Caio a ser apontado como autor desse crime. De acordo com a a PC, no Inquérito Policial, existem outros elementos que reforçam que Caio Claudino “tirou a vida da servidora federal”.

MATERIAS RELACIONADAS