Polícia apreende 350 quilos de skunk dentro de balsa em Maraã

Apreensão aconteceu no município de Maraã, de onde o entorpecente seria transportado de forma fracionada, segundo a Polícia
Por Raphael Sampaio
Publicado em 26/10/20 às 07h03

(Foto: Divulgação PC/AM)

Dois homens presos e 350 quilos de maconha do tipo skunk. Este foi o saldo da operação “Kambeba”, deflagrada no último sábado (24) por policiais do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil do Amazonas no município de Maraã, distante 615 quilômetros de distância em linha reta de Manaus. Os detidos foram dois homens, de 34 e 49 anos, cujos nomes não foram revelados.

De acordo com o diretor do Denarc, delegado Paulo Mavignier, a operação é resultado de uma investigação de meses sobre uma rota de drogas naquele município. No último sábado, as equipes de investigação descobriram que seria feito um grande carregamento de entorpecentes no lugar. A maconha seria despachada em uma embarcação de forma fracionada para outro município.

Com base nessas informações, os policiais civis montaram a operação e deslocaram-se para Maraã, e durante patrulhamento pelos rios, a equipe passou por um flutuante e realizou uma abordagem. No local, os policiais encontraram dois homens, que passaram por revista pessoal, além de revista pelo flutuante, onde foram localizados alguns tabletes de maconha armazenados em uma mala.

Ao serem questionados, os homens informaram que estavam preparando a mala com as drogas e embarcariam a mesma com destino à Tefé. Os criminosos confessaram ainda, que atrás do flutuante havia mais entorpecentes escondidos.

Atrás da estrutura, os policiais encontraram mais seis sacos grandes contendo o material ilícito armazenado.

A dupla foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e associação para o trafico. Eles irão permanecer custodiados na 60ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Maraã, à disposição da Justiça.

De acordo com a polícia, spo com esta apreensão, o tráfico teve um prejuízo de R$ 3 milhões, informou Mavignier.

Traslado

As drogas foram trazidas para Manaus por via aérea e desembarcada no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, de onde seguiu para ser armazenada até a futura incineração.

Da Redação com informações da Assessoria

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap