Polícia cumpre mandado de busca e apreensão em decorrência de investigação por aliciamento de menores

As investigações apontaram que a aproximação do suspeito com as vítimas ocorria por meio de grupos de redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas
Por André Meirelles
Publicado em 23/10/20 às 05h30

Policiais civis da 76ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Santa Isabel do Rio Negro (distante 630 quilômetros em linha reta da capital), coordenados pelo delegado Aldiney Nogueira, titular da unidade policial, cumpriram, nesta quinta-feira (22), por volta das 15h, em Manaus, mandando de busca e apreensão na casa de um homem de 30 anos, investigado por aliciar e ameaçar adolescentes na internet. A ação policial ocorreu no bairro Cidade de Deus, zona Norte da capital.

Conforme a autoridade policial, as diligências em torno do caso iniciaram em julho deste ano, quando a mãe de um adolescente, 13 anos, compareceu à delegacia para informar que havia verificado no aparelho celular do filho, várias mensagens suspeitas e com forte teor de aliciamento enviadas por um homem, até então, desconhecido.

“Com base nessas informações, iniciamos as investigações e, após colhermos depoimentos, descobrimos também que existiam outras vítimas, entre elas, um adolescente de 15 anos morador do município de São Gabriel da Cachoeira (distante 852 quilômetros em linha reta da capital), que estava passando pela mesma situação”, disse Nogueira.

O delegado destacou que as investigações apontaram que a aproximação dele com as vítimas ocorria por meio de grupos de redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas, onde o assunto principal é um jogo on-line bastante popular entre os adolescentes. Ele conseguia o número de telefone das vítimas e passava a manter uma relação de amizade e contato diário. Chegava, ainda, a se automutilar e escrevia o nome das vítimas no próprio corpo.

Ele também utilizava um outro número de celular e se passava por uma mulher de codinome ‘Adriana’, onde mantinha conversas sobre relações sexuais e solicitava imagens e vídeos íntimos dos adolescentes. Após as vítimas cortarem qualquer tipo de relacionamento, ele passava a ameaçá-las.

Investigações

 As equipes descobriram que o indivíduo morava no bairro Cidade de Deus, em Manaus. Sendo assim, o delegado solicitou à Justiça pelo mandado de busca e apreensão para a casa dele, para averiguar a existência de dispositivos eletrônicos contendo vídeos ou fotos pornográficos, envolvendo crianças e adolescentes. Durante as diligências, nesta quinta, os policiais apreenderam dois aparelhos celulares que serão encaminhados ao Instituto de Criminalística (IC).

“As investigações irão continuar para descobrimos se ele faz parte de alguma rede de pedofilia e se possui vínculo com autores de crimes parecidos que se utilizam dessa mesma estratégia. Deixo o alerta para os pais e responsáveis, que acompanhem seus filhos e os conteúdos que eles acessam nas redes sociais, e limitem o tempo de permanência deles na internet, para evitar que fiquem expostos a esses criminosos”, frisou o titular da 76ª DIP.

Procedimentos

Ele irá responder pelos crimes de aliciamento de menores e ameaça. Após a realização da busca e apreensão, ele foi notificado a comparecer no 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde passou pelo Auto de Qualificação e Interrogatório e foi liberado.

Informações da assessoria

FotosDivulgação/ PC-AM

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap