Polícia Militar combate uso de cerol em Eirunepé

Ação acontece dias depois de uma mulher morrer atingida por linha de pipa no pescoço, em Manaus
Por Raphael Sampaio
Publicado em 31/05/20 às 08h49

(Foto / Divulgação)

Policiais da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Eirunepé (a 1.160 quilômetros de Manaus) realizaram, entre as 16h e as 18h desta sexta-feira (29/05), a Operação “Cerol”, voltada a conscientizar os adeptos de empinar papagaios ou pipas de papel sobre os perigos do uso de cerol, mistura de cola com vidro pilado, que pode causar ferimentos e até a morte de pessoas.

A ação, que contou com a presença de dois conselheiros tutelares do Município, percorreu ruas, becos, praças, terrenos baldios e quintais, e conseguiu bom resultado, atingindo grande número desses praticantes. Segundo os policiais militares, oito adultos e 15 adolescentes foram abordados, e foram apreendidos 15 papagaios de papel com carretéis de linha com cerol.

Na ocasião, foi informado a todos que a insistência na prática ensejará penas cabíveis na lei, de 3 a 4 meses de detenção.

Para o capitão PM João Miguel, comandante da 1ª CIPM de Eirunepé, “a iniciativa deu certo e foi muito bem aceita pela população eirunepeense”. “O ato de prevenir e educar é sempre o melhor jeito de conscientizar e fazer valer a lei pelo bem da sociedade como um todo”, declarou o comandante.

Com informações da Assessoria

MATÉRIAS RELACIONADAS