Prefeitura de Pauini, no interior do AM, decreta toque de recolher

A decisão foi assinada pela prefeita Eliana Amorim (MDB) com o objetivo de prevenir e combater a propagação do coronavírus durante 15 dias.
Por joao.castro
Publicado em 27/03/20 às 04h10
pauini toque de recolher

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Pauni, a 925 quilômetros de Manaus, decretou toque de recolher na tarde desta sexta-feira (27), com o objetivo de prevenir e combater a propagação do novo coronavírus (Covid-19) pelo período de 15 dias.

Segundo a prefeita do município, Eliana Amorim (MDB), a decisão atende uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Governo do Amazonas.

“Estamos trabalhando fortemente na adoção de medidas de prevenção contra o novo coronavírus em nosso município e cumprindo tudo que nos foi repassado pelos órgãos competentes. O Estado e a OMS, tem nos orientado de forma incisiva, assim, temos feito tudo que está ao nosso alcance para cumprir”, disse Eliana.

A exemplo de Parintins, o morador que for flagrado andando na rua durante o toque de recolher, pode pagar uma multa no valor de R$ 300 a R$ 600, dependendo do caso.

Os veículos que forem flagrados nas ruas serão apreendidos e o proprietário deve prestar esclarecimentos na delegacia da cidade.

Em contrapartida, a medida não se aplica a pessoas que desempenham atividades essenciais, como profissionais da saúde, funcionários de farmácias, funcionários públicos federais, estaduais e municipais que estejam em serviços essenciais, funcionários de estabelecimentos de abastecimento alimentar (supermercados, padarias e estabelecimentos que atendam por meio de delivery) e pessoas que comprovarem a necessidade de se ausentar das residências por questões emergenciais para atendimento médico ou aquisição de medicamentos.

Confira o decreto aqui.

Dados

A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary Pino, informou na tarde desta sexta-feira (27) que o Amazonas confirmou 80 casos de coronavírus.

Desses 80 casos, 74 são de Manaus, dois em Parintins, dois em Manacapuru, um em Boca do Acre e um em Santo Antônio do Içá.

Neste momento 11 pacientes estão internados, oito estão em hospitais particulares na capital, e três no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz (referência no tratamento da doença), e dois estão internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade hospitalar.

A Secretaria de Educação de Pauini não possui nenhum caso confirmado da doença.

Por João Paulo Castro

Leia também: Amazonas confirma 80 casos de coronavírus

MATÉRIAS RELACIONADAS