quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Presidente da Câmara Municipal de Amaturá deve devolver R$ 330 mil aos cofres públicos

O vereador Jesus de Nazareno Tananta Carvalho (PSDB), presidente da Câmara Municipal de Amaturá, a 911 quilômetros de Manaus, teve as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e deve cerca de R$ 300 mil aos cofres públicos do município.

A decisão é baseada na prestação referente ao exercício de 2017 e foi divulgada na última segunda-feira (21) no Diário Oficial do órgão.

O conselheiro Érico Xavier Desterro, que é o relator do processo, informou que o recolhimento do valor deve ser feito dentro de 30 dias. Caso essa devolução não seja realizada, Jesus de Nazareno deve ser penalizado.

Ele também recebeu uma multa no valor aproximado de R$ 13 mil por cometer infração à norma legal ou regulamentar de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial, também a ser pago no prazo de 30 dias através do Documento de Arrecadação Avulso (DAR).

Falta de transparência em Amaturá

O ex-prefeito do município, João Braga Dias, também teve as contas reprovadas pelo TCE-AM em fevereiro deste ano. Ele teve que devolver cerca de R$ 472 mil por cometer falta de transparência, problemas de licitações e pagamentos de obras não realizadas.

Da Redação

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também