Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

13 de agosto, 2022

Programa Casa Verde e Amarela financiou mais de 11 mil moradias no Amazonas

Na Região Norte, 54.646 famílias recorreram a este financiamento para adquirir sua residência
Foto: Reprodução/GOV

Amazonas (AM) – O programa Casa Verde e Amarela concedeu 11.465 créditos imobiliários a famílias do estado do Amazonas. Os dados são do Ministério do Desenvolvimento Regional e compreendem o período entre 2019 e junho de 2022. A pasta é a responsável pela coordenação do programa.

Em todo o Brasil, o Casa Verde e Amarela financiou mais de um milhão de imóveis nos últimos anos. Ao todo, foram 1.411.768 financiamentos realizados.

LEIA TAMBÉM: Inscrições para o ProUni começam na próxima segunda-feira

Na Região Norte, 54.646 famílias recorreram a este financiamento para adquirir sua residência. O estado do Pará foi o recordista em concessões, com 21.599 imóveis registrados por meio do Casa Verde e Amarela.

O estado de Rondônia aparece no segundo lugar do ranking na região Norte, com 11.701 registros imobiliários, estando à frente do Amazonas que ficou com a terceira colocação.

LEIA TAMBÉM: Mutirão de atendimentos da Defensoria inicia nesta quinta (28) no Largo de São Sebastião, em Manaus

Na ponta oposta, aparecem o Acre com 362 moradias adquiridas com recursos dos créditos imobiliários e o Amapá, que teve 459 moradias inscritas no Casa Verde e Amarela. Nesta sequência crescente, aparecem Roraima, com 1.537 financiamentos e Tocantins, com 7.523 imóveis financiados.

Além da área urbana, o Casa Verde e Amarela abrange também o público rural, com foco na regularização fundiária. Eles são estratificados de acordo com a faixa salarial, partindo de uma renda de R$ 2.400 por mês a R$ 8 mil no caso de financiamentos urbanos; e R$ 29 mil anuais a R$ 96 mil anuais para o financiamento rural.

PÚBLICO-ALVO

O financiamento imobiliário para regiões urbanas atende a três perfis financeiros: Urbano 1 – renda mensal até R$ 2.400 mil; Urbano 2 – renda de R$ 2.400,01 a R$ 4.400 mil; e Urbano 3 — renda entre R$ 4.400,01 e R$ 8 mil.

O público que tem interesse em adquirir um imóvel rural também está inserido em três grupos: Rural 1 – renda bruta familiar anual até R$ 29 mil; Rural 2 – renda anual entre R$ 29.000,01 e R$ 52.800,00 mil; e Rural 3 – renda familiar anual entre R$ 52.800,01 até R$ 96 mil.

As famílias em situação de risco e vulnerabilidade, aquelas comandadas por mulheres e as integradas por pessoas com deficiência, idosos, crianças e adolescentes terão prioridade sobre as demais categorias para acessar o programa.

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

MATERIAS RELACIONADAS