Ramagem pode ser o delegado que vazou operação da PF contra Flávio Bolsonaro, aponta Paulo Pimenta

O deputado Paulo Pimenta liga os pontos da cronologia dos fatos da denúncia do empresário Paulo Marinho. Todos apontam para o preferido de Bolsonaro na PF do Rio
Por Raphael Sampaio
Publicado em 17/05/20 às 01h35

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O deputado Paulo Pimenta liga os pontos da cronologia dos fatos da denúncia do empresário Paulo Marinho. Todos apontam para o preferido de Bolsonaro na PF do Rio.

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) liga os pontos da cronologia dos fatos na denúncia do empresário Paulo Marinho, ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ), e aponta que o delegado Alexandre Ramagem – preferido do presidente para assumir a superintendência da Polícia Federal (PF) no Rio de Janeiro – pode ser o delegado que informou o clã sobre a operação Furna da Onça.

De acordo com Pimenta, “a operação Furna da Onça é uma continuação da operação Cadeia Velha. A operação Cadeia Velha foi coordenada pelo delegado da PF, Alexandre Ramagem Rodrigues”. Logo após o episódio da facada, ele se torna segurança da família de Bolsonaro durante a campanha.

Para o deputado “uma análise cronológica dos fatos é suficiente para demonstrar como funcionou o vazamento da investigação da PF que chegou a Queiroz. Ele era o PC Farias da família Bolsonaro e agora ficou fácil de provar a influência do grupo miliciano na PF/RJ. As provas são robustas”.

“Para ajudar”, encerra o deputado, “a ‘facada’ foi no dia 06/09/18. Alexandre Ramagem então na PF/RJ, é chamado para coordenar a segurança de Jair Bolsonaro. No dia 15/10, Queiroz e a filha são demitidos. No dia 28/11 ocorre o 2º turno da eleição. No dia 08/11 é deflagrada a Operação Furna da Onça”, encerra.

1 – A denúncia de que a famiglia de @jairbolsonaro foi avisada durante a operação Furna da Onça, por um delegado da PF do RJ, eu havia feito em janeiro de 2019. No dia 15/10/2018, Queiroz foi demitido do gabinete de @FlavioBolsonaro e sua filha do gabinete de @jairbolsonaro

2 – a operação Furna da Onça é uma continuação da operação Cadeia Velha. A operação Cadeia Velha foi coordenada pelo delegado da PF, Alexandre Ramagem Rodrigues. Ramagem se torna segurança da família de @jairbolsonaro na campanha, Chefe da Abin e depois indicado DG da PF

3 – uma análise cronológica dos fatos é suficiente para demonstrar como funcionou o vazamento da investigação da PF que chegou a Queiroz. Ele era o PC Farias da família @jairbolsonaro e agora ficou fácil de provar a influência do grupo miliciano na PF/RJ. As provas são robustas

4 – Para ajudar: a ‘facada’ foi no dia 06/09/18. Alexandre Ramagem então na PF/RJ, é chamado para coordenar a segurança de @jairbolsonaro. No dia 15/10, Queiroz e a filha são demitidos. No dia 28/11 ocorre o 2º turno da eleição. No dia 08/11 é deflagrada a Operação Furna da Onça

Por Fórum

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link