terça-feira, 16 de agosto de 2022

Seap flagra oito pessoas com drogas nas partes íntimas durante entrada em presídios do AM

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) cancelou o cadastro de oito visitantes que tentaram burlar a segurança das unidades prisionais durante este fim de semana.

Os casos foram registrados em três presídios entre sexta-feira (22) e domingo (24). Após os procedimentos administrativos, as visitas foram levadas ao Departamento Integrado de Polícia (DIP) para as medidas cabíveis.

Neste domingo (24), uma mulher tentou entrar com 105 gramas de drogas, em suas partes íntimas, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), mas foi descoberta durante revista no equipamento de escaneamento corporal (body scan).

Na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), duas visitantes deixaram de entrar no presídio porque uma delas levava 247 gramas de erva esverdeada, supostamente maconha prensada, e a outra escondia a quantia de R$ 150 em sua roupa.

No sábado (23), mais três mulheres foram flagradas na UPP com um microcelular, cada uma, escondidos nas partes íntimas. Além do telefone, uma delas carregava ainda uma porção de 149 gramas de entorpecentes, possivelmente maconha.

Na sexta-feira (22), um homem e uma mulher foram impedidos de entrar no Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM 2) com 102 e 181 grama

Seap flagra oito pessoas com drogas nas partes íntimas durante entrada em presídios do AM

#POLÍCIA | Celulares e acessórios também foram encontrados.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) cancelou o cadastro de oito visitantes que tentaram burlar a segurança das unidades prisionais durante este fim de semana.

Os casos foram registrados em três presídios entre sexta-feira (22) e domingo (24). Após os procedimentos administrativos, as visitas foram levadas ao Departamento Integrado de Polícia (DIP) para as medidas cabíveis.

Neste domingo (24), uma mulher tentou entrar com 105 gramas de drogas, em suas partes íntimas, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), mas foi descoberta durante revista no equipamento de escaneamento corporal (body scan).

Na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), duas visitantes deixaram de entrar no presídio porque uma delas levava 247 gramas de erva esverdeada, supostamente maconha prensada, e a outra escondia a quantia de R$ 150 em sua roupa.

No sábado (23), mais três mulheres foram flagradas na UPP com um microcelular, cada uma, escondidos nas partes íntimas. Além do telefone, uma delas carregava ainda uma porção de 149 gramas de entorpecentes, possivelmente maconha.

Na sexta-feira (22), um homem e uma mulher foram impedidos de entrar no Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM 2) com 102 e 181 gramas de drogas, respectivamente. Em ambos os casos, os ilícitos estavam nas partes íntimas e foram descobertos durante revista no body scan.

s de drogas, respectivamente. Em ambos os casos, os ilícitos estavam nas partes íntimas e foram descobertos durante revista no body scan.

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também