sexta-feira, 19 de agosto de 2022

Servidor público é executado a tiros dentro de Prefeitura

Um servidor público de 28 anos foi executado a tiros dentro da Prefeitura de Jaguari, no interior do Rio Grande do Sul. O suspeito do crime está sendo procurado.

No velório da vítima, parentes e amigos de Gustavo Medeiros estavam indignados. Além de funcionário da Secretaria de Turismo do município, o jovem também era dono de uma imobiliária. Segundo a polícia, o autor dos disparos é Leonel Dal Osto, de 58 anos, proprietário de uma empresa concorrente.

Após chegar ao prédio da Secretaria de Turismo, Cultura e Desporto da cidade, o atirador perguntou onde ficava a pasta em que trabalhava Gustavo. Ao avistar a vítima, disparou contra ela. A polícia investiga a motivação do crime. Segundo os agentes, Gustavo e Leonel tinham uma relação conflituosa por conta da concorrência no ramo imobiliário. Em 2020, ambos registraram um boletim de ocorrência por injúria e ofensa.

À imprensa um amigo do servidor disse que chegou a orientá-lo a procurar a Justiça e/ou registrar um boletim de ocorrência por conta das ameaças. “Todas as vezes que ele conversou comigo eu disse “Guga, tem que cuidar. Procura a Justiça, relata num boletim de ocorrência na Polícia Civil porque isso é muito perigoso”, afirmou.

A Prefeitura de Jaguari decretou luto oficial de três dias. O suspeito do crime, por sua vez, também era conhecido na cidade. “Você jamais ia pensar que, naquele momento, ele [Leonel] fosse procurar o servidor [Gustavo] para cometer o crime. Era uma pessoa da família, da comunidade, jamais ia pensar que ia cometer um crime assim”, afirmou Roberto Turchello, prefeito do município

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também