Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

11 de agosto, 2022

Sinais mostram possíveis escavações nas margens de rio por onde Dom Phillips e Bruno passaram

Amarildo da Costa de Oliveira, de 41 anos, é suspeito de ter envolvimento no desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips
desaparecidos
Bruno Pereira e Dom Phillips. Foto: Reprodução

As buscas pelo indigenista Bruno Pereira e pelo jornalista britânico Dom Phillips estão concentradas em uma área abaixo da “Comunidade Cachoeira”, em Atalaia do Norte. Voluntários disseram às equipes de busca que encontraram sinais de escavação às margens do Rio Itaquaí, local onde Bruno Pereira e Dom Philips foram vistos pela última vez.

“Foram percorridos cerca de 100km computando a calha do Rio Itaquaí e seus afluentes. Todas as comunidades no percurso foram abordadas, especialmente as de Santa Cruz, Cachoeira, São Gabriel e São Rafael. Além da busca fluvial, foi realizado um reconhecimento aéreo no itinerário de Atalaia do Norte até a base da FUNAI na entrada da terra indígena Vale do Javari, percorrendo pontos de interesse para a busca aos desaparecidos e para as investigações.”, reforçou a instituição em nota.

O subtenente do Corpo de Bombeiros, Geonivan de Amorim Maciel, explicou como o trabalho será feito.

“A gente não pode dizer que tem vestígio concreto no local, mas vamos verificar a situação para ver se realmente tem algo ali que possa identificar os dois desaparecidos. O relato é de “terra batida” [mexida, cavada], como se alguém tivesse cavado algo, enterrado alguma coisa, jogado barro no fundo. Vamos fazer uma varredura no fundo para ver se encontra algo”, completou o subtenente.

SUSPEITO PRESO

O Tribunal de Justiça do Amazonas decretou a prisão temporária de Amarildo da Costa Oliveira, mais conhecido como ‘Pelado’, em audiência de custódia ocorrida na noite desta quinta-feira (9). Ele é um dos suspeitos pelo desaparecimento do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips em Atalaia do Norte, no Amazonas.

De acordo com o TJ-AM, a prisão temporária foi decretada pelo período de 30 dias pelo Juízo plantonista da Custódia da Comarca de Atalaia do Norte. O processo segue em Segredo de Justiça.

LEIA TAMBÉM: PF encontra vestígios de sangue em embarcação de suspeito no AM

PF analisa possível material genético em lancha apreendida com suspeito no AM

Siga o Portal Tucumã nas redes sociais

IG: https://www.instagram.com/portaltucuma/
FB: https://web.facebook.com/Portaltucuma
Twitter: https://twitter.com/PortalTucuma

MATERIAS RELACIONADAS