‘Sinto falto da troca de energia com os fãs e quero participar de um Tomorrow Land’, revela May Seven

dj may seven
A DJ May Seven participou do programa Studio T nesta quinta-feira (15). Confira
Por redacao
Publicado em 15/10/20 às 04h14

Manaus – O Estúdio T dessa quinta-feira (15) teve a honra de receber a DJ e produtora Mayara Neves, a “May Seven”, também conhecida “Jungle Girl” (Garota da Selva). A artista falou sobre sua paixão pela música, ressaltando sobre sua caminhada até os dias atuais.

May Seven relembrou a infância e sobre como essa paixão pela música perdura até hoje. Destacou ainda o amor por discos e aprendizados que vêm adquirindo ao decorrer dos anos -desde as pequenas coisas, como aprender um instrumento novo, até uma nova técnica musical que adquiriu produzindo uma música com uma pessoa diferente de seu ciclo.

A DJ também abordou sobre seus projetos sociais como “Guerreiros da Amazônia”, no qual já concorreu a prêmios, e sobre como essa paixão pela educação, durante o projeto, e sobre como ele é gratificante para ela mesma.

“Nós, como cidadãos, sabemos que estamos aqui de passagem e devemos ajudar o próximo, desde um aprendizado até o ensinamento ao próximo”.

Outra pauta abordada na conversa foi a assinatura do contrato com a Gravadora Universal, no qual está participando com um selo, tentando mostrar desde os sons até os aspectos visuais da nossa região para uma grande gravadora.

May falou sobre sobre como é ser uma mulher na indústria musical que é massivamente masculina, citando algumas companheiras e tentado fortalecer a cena musical feminina – mostrando uma “Girl Power” e debatendo sobre um empoderamento feminino e de casos.

“Já participei de festas que o DJ, que vinha depois de mim, falou que ‘lugar de mulher era no Fogão’”, contou May, destacando que mesmo sendo uma das mais atuantes em destaque já vivenciou casos de desrespeito à figura feminina.

Como uma grande torcedora do Boi Caprichoso, um dos seus projetos mais recentes é o remix da toada “Waiá-Toré”, do compositor Ronaldo Barbosa Júnior. “É uma honra produzir algo que representa um dos meus amores”, pontua.

Com nomeações pela Revista DJ MAG para Top 20 Djs Brasileiras e TOP 50 na América Latina, fala que sua ambição é se manter no topo e que quer ser inspiração para outras djanes e ajudar as próximas garotas que buscam destaque.

A artista contou sobre projetos futuros e revelou que tem ambição de querer conquistar públicos maiores e almeja se tornar cada vez mais consolidada no cenário nacional. Falou, ainda, que sua ambição – mesmo nessa carreira premiada -ainda é participar de um “Tomorrow Land”, e que seus próprios amigos a incentivam para esse objetivo.

A DJ se emocionou ao falar sobre suas forças e inspirações. “Minha força e inspiração é o público, e mesmo em tempos como esse que passamos, tudo vai ficar bem”, disse a artista em lágrimas, ressaltando que o que lhe impulsiona é estar no palco e que sente falta da troca de energia com os fãs.

Perdeu a edição ao vivo do Estúdio T? Clique aqui e confira ao programa na íntegra.

De Rhuan Luz
Foto: Divulgação/Portal Tucumã

dj may seven

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap