Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

7 de agosto, 2022

STJ decide por unanimidade afastar desembargadora acusada de vender decisões

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), por meio do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), decidiu afastar a desembargadora Encarnação das Graças Sampaio Salgado, acusada de receber dinheiro de forma ilícita para vender decisões na tarde desta segunda-feira (11).

A decisão do tribunal foi unânime e pode durar no período de seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis.

Encarnação Sampaio foi alvo de investigação da operação “La Muralla 2”, deflagrada em junho de 2016. O inquérito apontou que a magistrada mantinha um ajuste criminoso com advogados do Poder Judiciário do Amazonas para beneficiá-los com decisões judiciais em troca de vantagem financeira ilícita.

Conforme o Ministério Público Federal (MPF), o esquema beneficiava inúmeros traficantes, entre eles, membros da facção criminosa Família do Norte (FDN).

A desembargadora já foi afastada de suas funções em 2017 pelo STJ. Mesmo assim, ela recebeu mais de R$ 1,7 milhão entre subsídios, indenizações e vantagens pessoais.

Procurada pela equipe de reportagem do Portal Tucumã, Encarnação Salgado não se manifestou sobre a decisão do tribunal.

Por João Paulo Castro

MATERIAS RELACIONADAS