“Tô na minha liberdade”: diz garoto com braçadeira da suástica nazista em Shopping (Vídeo)

Um vídeo que viralizou no Twitter nesta quinta-feira (17 de junho), mostra o momento em que um jovem utilizando uma braçadeira com símbolo da suástica nazista
"Tô na minha liberdade": diz garoto com braçadeira da suástica nazista em Shopping (Vídeo)
"Tô na minha liberdade": diz garoto com braçadeira da suástica nazista em Shopping (Vídeo)

Um vídeo que viralizou no Twitter nesta quinta-feira (17 de junho), mostra o momento em que um jovem é abordado por seguranças de um shopping de Pernambuco por estar utilizando uma braçadeira com símbolo da suástica nazista.

Sem máscara, o jovem vestido com um moletom com capuz da série Sabrina e uma braçadeira da suástica nazista, diz que está “na sua liberdade”, enquanto é segurado pelo braço por um segurança do shopping.

“Ele não sabe nem que porra é essa”, diz um dos seguranças que abordou o garoto com a braçadeira da suástica nazista.

Confira vídeo:

O que diz a Lei ?

Lei 7.716/89 proíbe e PUNE no artigo 20, parágrafo primeiro:

§ 1º Fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo

Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa. § 2º Se qualquer dos crimes previstos no caput é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza: 

Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa.

Proibição do Comunismo-Socialismo

A proibição do nazismo, originalmente Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei (Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães) levantou a temática sobre a proibição também do viés socialista soviético, conhecido como Comunismo, disseminado nos centros acadêmicos brasileiros.

No âmbito federal, há projetos de lei a serem tramitados, com a adição do Comunismo a lei 9.459/97 que alterou os arts. de 1 a 20 da lei 7.716/89 e acrescentou parágrafo único ao código penal. Tornando tal prática e seus símbolos ilegais em todo o território nacional.

A proposta no Brasil segue o caminho de alguns países europeus, como a Ucrânia, que em 2015 aprovou uma lei proibindo a existência de partidos comunistas. A lei atingiu três partidos do país, que não poderão disputar eleições e divulgar ideias ou símbolos. A proposta, segundo o parlamento ucraniano, enfraquece também os nichos nacional-socialista, uma vez que se alimentam da repulsa das incongruências das políticas comunistas no âmbito liberal para avançar agendas.

Leia também: Nas últimas 24h, 18 pessoas foram presas durante ações da Polícia Militar do AM na capital e no interior

MATERIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap