Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

10 de agosto, 2022

Torcedor tatua gol de Gabigol na final da Libertadores

Jacques Junior de 18 anos, torcedor de Teresópolis (RJ), eternizou na pele a sua paixão pelo Rubro-Negro e a admiração por Gabriel Barbosa, o Gabigol. Sem dinheiro para viajar a Lima, no Peru, para assistir a final da Copa Libertadores contra o River Plate, o jovem viu uma TV de um bar perto de casa o Flamengo conquistar o bi da América.

A aflição partida se transformou em choro de alegria com o título no dia 23 de novembro de 2019. Menos de 24 horas depois, ele tatuou no braço direito a jogada do gol de Gabigol.

A decisão de fazer a tatuagem aconteceu ainda na manhã de sábado, horas antes da partida. Junior esteve com a tatuadora Duda, da “Entrelinhas Tattoo Estúdio”, e marcou que às 9h30 de domingo faria um desenho do título da Libertadores. A confiança estava alta, afinal, o Flamengo nem havia jogado com o River Plate ainda.

Após a vitória de 2 a 1, de virada, com dois gols de Gabigol, o torcedor acessou a internet para encontrar a melhor imagem para ser reproduzida na pele. Não foi uma tarefa fácil. Mas o perfil do camisa 9 rubro-negro foi a inspiração que faltava.

– Pegamos uma foto no Instagram do Gabigol, improvisamos com o símbolo do gol e a Duda fez esse desenho em pouco mais de uma hora. E ficou pronta bem rápido, em 1h10, mais ou menos. A Duda tem traços finos, fica mais fácil – diz.

O resultado surpreendeu Junior, que não esperava um desenho tão perfeito. Mas a tatuadora já estava acostumada com as loucuras do flamenguista, que fez a terceira tatuagem em homenagem ao Flamengo só em 2019.

A primeira foi em janeiro, logo quando completou 18 anos: o escudo do time na costela. Sete meses depois, em julho, fez o escudo do remo no antebraço esquerdo junto com a frase “sempre te amarei, onde estiver estarei”, que faz parte de uma famosa música entoada pela torcida.

Artilheiro da Libertadores, com 9 gols, e do Brasileirão, com 22, Gabigol é o jogador preferido de Junior. O carioca justifica que o paulista, de 23 anos, tem a cara do Flamengo e entendeu bem o que significa jogar no clube.

VEJA:

MATERIAS RELACIONADAS