Traficante é preso com droga avaliada em R$ 100 mil no Dom Pedro

“Keko” era responsável por abastecer bairros como da Matinha. Saiba mais:
Publicado em 26/03/20 às 08h09
Por thiago.eduardo

Um homem identificado como Nilson França Gonçalves, de 35 anos, mais conhecido como ‘Keko’, foi preso em flagrante, nesta quarta-feira (25), por envolvimento com o tráfico de drogas em Manaus.

Policiais civis do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) apreenderam com ele, cerca de 10 quilos de cocaína, além de três pistolas PT.40, munições do mesmo calibre e um veículo utilizado pelo criminoso.

Nilson estava saindo da casa dele, situada na rua Cesar Duarte, bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste de Manaus, quando foi surpreendido pelos policiais.

De acordo com o delegado Paulo Mavignier, diretor do Denarc, a ação foi desencadeada após os policiais do departamento receberem informações de que um indivíduo com as características de ‘Keko’ era responsável por realizar a distribuição de drogas no bairro Presidente Vargas (conhecido como Matinha), zona Sul da capital.

“Montamos campana nas proximidades do local da prisão, no momento em que ele estava saindo da casa, conseguimos realizar a abordagem. Durante revista no carro, encontramos um tablete de droga. Dentro da residência, foram achados mais oito tabletes da mesma substância, além de três pistolas, sendo duas com as numerações suprimidas e uma com o brasão da Receita Federal, além de cinco munições intactas do mesmo calibre. O carro, modelo Fiat Uno, de cor branca e placas QZA-2C49, que pertence ao infrator, também foi apreendido”, explicou o delegado.

Mavignier destacou que Nilson tem duas passagens pela polícia por tráfico de drogas. Procedimentos Conduzido à base do Denarc, Nilson foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e receptação.

Ao término dos trâmites na unidade, ‘Keko’ será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), situada no Km 8 da rodovia federal BR-174, de onde será feita a audiência de custódia por videoconferência. Segundo a Polícia Civil, a droga apreendida está avaliada em aproximadamente R$ 100 mil.

MATÉRIAS RELACIONADAS