quarta-feira, 29 de janeiro de 2020
M

Publicidade

Universitário morre em acidente de moto no município de Parintins

(Imagem: Da Redação) Morreu na madrugada deste sábado (7) o estudante Leonardo Cabral da Silva de 23 anos, acadêmico da Universidade do Estado do Amazonas em Parintins, Ele se envolveu em um acidente automotivo e não resistiu aos ferimentos, indo à óbito ainda no local. De acordo com o as informações do município, ele transitava…
Publicado em 07/12/19 às 01h57
Por Raphael Sampaio

(Imagem: Da Redação)

Morreu na madrugada deste sábado (7) o estudante Leonardo Cabral da Silva de 23 anos, acadêmico da Universidade do Estado do Amazonas em Parintins, Ele se envolveu em um acidente automotivo e não resistiu aos ferimentos, indo à óbito ainda no local.

De acordo com o as informações do município, ele transitava próximo à rotatória do São Benedito, local conhecido pelo alto número de acidentes. Outras duas pessoas que o acompanhavam ficaram feridas.

Leonardo fazia parte do Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia (NEPA) da Universidade do Estado do Amazonas, onde desenvolvia um projeto de pesquisa sobre a Astronomia dos Povos Antigos.

A instituição emitiu um comunicado lamentando a morte do aluno. Leia a íntegra abaixo:

“Hoje é um dia de agradecimento. O Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia da Universidade do Estado do Amazonas  agradece ao jovem Leonardo Cabral pelo exemplo de dedicação  e  amor ao Ensino de História. O céu ganhou mais uma estrelinha.  O Léo,  chegou  no NEPA  através do edital 061/2018-GR/UEA.  Cá no NEPA ele desenvolveu o projecto “Astronomia dos Povos da Antiguidade”.  As fotos ao lado, são segundo o Léo, de momentos de muita felicidade para ele. Afinal, ele aplicou o jogo  que ele mesmo fez e as cartilhas que ele próprio escreveu. Os alunos amaram aprender Astrohistória com ele. É difícil falar neste momento, Léo (23 anos) foi muito mais que um aluno orientado por mim, ele também era um grande amigo, um filho. Muito querido por todos da equipa NEPA, o Léo levava  alegria por onde passava. Aos familiares e amigos, que Deus  conforte o coração de todos.  A você, Léo, muitíssimo obrigado. “Foi um prazer dividir um universo inteiro consigo.” Que Deus o  tenha. Até qualquer dia, amigão. Obrigado por todas  as nossas conversas sobre  Astronomia dos Povos da Antiguidade. O NEPA está em Luto”

Da Redação

Matérias Relacionadas