quarta-feira, 17 de agosto de 2022

, ,

‘Vacina sim, Passaporte Sanitário não!’, declara coronel Menezes

Minha posição contrária ao “Passaporte Sanitário” é absolutamente contundente, creio que há intenções de todos os tipos, menos com a saúde das pessoas
Coronel Menezes anuncia filiação ao Partido Liberal (Foto: Divulgação)
Coronel Menezes anuncia filiação ao Partido Liberal. Ele é colunistas do Portal Tucumã - Foto: Divulgação

Esse assunto tem virado destaque na mídia nacional e internacional. Acima de tudo, precisamos estar atentos e conhecer as conexões daqueles que querem impor o passaporte sanitário, e quem são os maiores interessados nisso e os reais motivos desta imposição. Estamos tratando de uma questão fundamental na vida das pessoas: A LIBERDADE.

Existe uma teia de interesses que estão todos entrelaçados nesse mesmo objetivo de controlar a liberdade das pessoas, o direito de ir e vir, essa premissa, no meu entendimento, é inegociável. Minha posição contrária ao “Passaporte Sanitário” é absolutamente contundente, não concordo e creio que há intenções de todos os tipos nesta questão, menos a preocupação com a saúde das pessoas.

Outro fator que me chama a atenção é a ausência dos líderes mundiais e empresariais fazendo o “bom” marketing da vacina, não vi o líder Chinês Xi Jinping aparecendo publicamente no ato da sua vacinação com a Coronavac, tampouco o Presidente da Pfizer mostrando para o mundo que ele está tomando a vacina produzida pela sua companhia. Não percebo esses exemplos sendo mostrados para o mundo ver, isso gera motivos para reflexão e levanta questionamentos e dúvidas. O presidente Bolsonaro tem sido questionado porque ainda não se vacinou, apesar dele estar com a sua imunidade elevadíssima. Entretanto, não vejo a mesma cobrança com os demais líderes mundiais, e isso me causa muita estranheza.

Registro aqui de forma categórica, que sou amplamente favorável à vacina, e que me vacinei mesmo após ter contraído COVID. Minha esposa quase morreu em decorrência deste vírus chinês maldito. Perdi amigos e pessoas queridas, mas sou totalmente contra o PASSAPORTE SANITÁRIO ou quaisquer medidas que possam querer controlar a nossa liberdade. Isso eu não aceito! É uma conquista que não podemos abrir mão em hipótese alguma.

Para finalizar, e para que todos vejam o nível de contradição, o prefeito Eduardo Paes, do Rio de Janeiro, defensor ferrenho da adoção do Passaporte Sanitário, é o mesmo que liberou o réveillon e o Carnaval no Rio de Janeiro. Pode isso?

Selva!

Tags:
Compartilhar Post:
Veja Também