Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

15 de agosto, 2022

Vapor de erupção de vulcão pode alterar temperatura da terra

Segundo cientistas, a quantidade de vapor expelido na estratosfera é o equivalente ao que daria para encher mais de 58 mil piscinas olímpicas
(Foto: Divulgação/Pexels)

A erupção do grande vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha’apai, localizado no arquipélago de Tonga, lançou uma enorme quantidade de vapor na estratosfera. Ocorrido em janeiro, a agua vaporizada é capaz de influenciar temporariamente o clima do planeta. As informações foram divulgadas pela Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (Nasa).

O vapor da explosão foi detectado pelo Microwave Limb Sounder, da Nasa. O aparelho mede a emissão de gases atmosféricos. A quantidade de água expelida na estratosfera, camada que fica entre 12 e 53 quilômetros acima da superfície da Terra, é o equivalente ao que daria para encher mais de 58 mil piscinas olímpicas.

Por isso, os cientistas consideram que o fenômeno foi considerado mais potente do que a bomba de Hiroshima.

A erupção deixou mortos no Peru e foi sentida até no Alasca. Cerca de 146 trilhões de gramas de vapor foram lançados na estratosfera, o que equivale a 10% do vapor presente nessa camada.

A estrutura do Tonga, também chamada de caldeira, fica localizada em uma profundidade no oceano que possibilitou a enorme expulsão de vapor.

Há 18 anos, a Nasa rastreia esses dados, e apenas duas outras tiveram a capacidade de expelir grande quantidade de vapor: o evento Kasatochi, em 2008 no Alasca, e a erupção Calbuco, em 2015, no Chile. Contudo, ao contrário do evento ocorrido este ano, nos dois casos o vapor de água se dissipou rapidamente. Já no Hunga Tonga, o vapor ficará na atmosfera por muitos anos, de acordo com o estudo feito pela BBC.

LEIA MAIS:

Receba notícias do Portal Tucumã no seu Telegram e fique bem informado! CLIQUE AQUI: https://t.me/portaltucuma

MATERIAS RELACIONADAS