Portal Tucumã
Copyright ©2022 Portal Tucumã.
Todos os direitos reservados.

11 de agosto, 2022

Veja momento em que motorista é preso após acidente que matou pai e filha em Manaus

Raimundo Alcelio Gomes Ribeiro, de 58 anos, fugiu após o acidente mas foi capturado por mototaxistas
Um pai e sua filha foram esmagados após serem atingidos por uma carreta. Foto: Reprodução/Montagem: Portal Tucumã

Manaus (AM) – Raimundo Alcelio Gomes Ribeiro, de 58 anos, motorista de uma carreta, envolvida em um grave acidente que vitimou pai e filha em Manaus, foi preso nesta sexta-feira (3) pelo crime de homicídio culposo de trânsito.

Marivaldo Pereira, de 48 anos, e sua filha Anne Karollyne Santos Pereira, de 19, morreram esmagados, na noite de sexta-feira (3), após uma colisão entre a moto em que eles estavam e uma carreta.

O acidente ocorreu na Avenida Governador José Lindoso, mais conhecido como Avenida das Torres, por volta das 20h, no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus.

O pai e a filha morreram no local do acidente e tiveram os corpos removidos pelo Instituto Médico Legal (IML), onde passaram por exame necroscópico e foram liberados para a família.

Segundo um amigo de Marivaldo, ele tinha a rotina de deixar e buscar a filha todas as noites na Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

O condutor da carreta fuigiu do local após o ocorrido mas foi capturado na Avenida Nathan Xavier por um grupo de mototaxistas.

Um vídeo do momento que Raimundo é preso pela equipe da Polícia Militar (PM), acionados pelos mototaxistas, foi registrado e compartilhado nas redes sociais. Assista:

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), Raimundo foi conduzido e apresentado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde ficará a disposição da Justiça e deve deve responder por homicídio culposo de trânsito.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO: morador de rua é agredido até a morte por dois homens

Siga o Portal Tucumã nas redes sociais

IG: https://www.instagram.com/portaltucuma/
FB: https://web.facebook.com/Portaltucuma
Twitter: https://twitter.com/PortalTucuma

MATERIAS RELACIONADAS